SKAF DEFENDE JUDICIÁRIO FORTE E CÉLERE


21/09/2010

O Conselho Seccional da OAB SP recebeu na última segunda-feira (20/9) o candidato do PSB ao governo do Estado de São Paulo, Paulo Skaf, que apresentou suas propostas de governo . D´Urso apresentou o cartaz da campanha SOS Judiciário,lançada no mês passado, que pretende trazer o tema Justiça para os programas e debates dos candidatos.

 

“É uma honra receber  Paulo Skaf, presidente licenciado da Fiesp  e companheiro da OAB em várias iniciativas, quando a Ordem se articulou com a sociedade civil para desfraldar bandeiras de defesa da cidadania. O comparecimento dele aqui mostra o respeito e a amizade que o candidato tem para com os advogados e seu compromisso com propostas para melhorar a Justiça”, afirmou o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D’Urso.

 

“Não tenho dúvida que essa campanha  da OAB SP pela Justiça é importantíssima. A única defesa do cidadão é o Poder Judiciário. Se você não tem um Judiciário forte, independente, célere, o cidadão não tem defesa.Essa campanha é de todos nós e está no meu programa de governo a defesa da autonomia financeira do Poder Judiciário. Defendo que as taxas e emolumentos que são recolhidos pelo Judiciário, que fiquem com o Judiciário. Isso representa algo em torno de R$ 800 milhões por ano, dinheiro que ajudaria bastante na autonomia do Judiciário”, destacou Skaf, que durante sua exposição deu grande ênfase para a  educação.

 

O candidato do PSB destacou, ainda,  a proximidade que tem com a OAB SP e disse acreditar em uma virada no cenário eleitoral. “Sinto que as pessoas quando me conhecem e ouvem minhas idéias têm uma reação muito positiva. Então o desafio é ficar mais conhecido. O desafio é ter mais espaço porque o corpo a corpo é insuficiente. As pesquisas que fazemos já sinalizam um crescimento”, disse Skaf.

 

Pela experiência que acumulou à frente da Fiesp, Skaf acredita que poder impor um novo ritmo na máquina do Estado que, na sua opinião demora muito para tirar os projetos do papel. “ Não tenho dúvida que posso fazer a máquina andar mais rápido. É o que eu sei fazer. Foi o que eu fiz a minha vida inteira. Como presidente da Fiesp, ninguém acreditava. Eu era da oposição. E fui eleito com 60% dos votos e depois de 3 anos de trabalho eu fui reeleito com 99,5% dos votos. Isso porque a gente faz acontecer e faz com eficiência, com resultados concretos e com muita seriedade” finalizou o candidato.

Na sessão do Conselho Seccional do mês passado, a OAB SP recebeu os candidatos: Aloysio Mercadante (PT), Celso Rusomano (PP), Fábio Feldman (PV), Geraldo Alckmin (PSDB) .