D'URSO LAMENTA MORTE DO SENADOR ROMEU TUMA


26/10/2010

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D’Urso, recebeu com pesar a notícia da morte do senador Romeu Tuma, nessa terça-feira (26/10), aos 79 anos, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

“O Brasil perde um grande homem público, que mesmo tendo ocupado o cargo de diretor-geral do DOPS (Departamento de Ordem Política e Social) durante a ditadura foi reconhecido por todos, inclusive pelos presos políticos, como um homem de diálogo. Sempre se destacou na carreira policial e na política ao longo dos dois mandatos que cumpriu no Senado, demonstrando ser um homem probo e preocupado com os interesses públicos. Foi inscrito na OAB SP e sempre honrou os quadros da advocacia paulista. Manifesto meus sentimentos à esposa Zilda Tuma e aos  filhos Romeu, Robson, Rogério e Ronaldo Tuma”, afirmou D’Urso.

Romeu Tuma estava internado desde o começo de setembro, para tratar de um quadro de insuficiência renal e respiratória, tendo se submetido à uma cirurgia cardíaca. O corpo deve chegar às 20 horas na Assembléia Legislativa para ser velado e o enterro ocorrerá na quarta-feira (27/10), às 14 horas, no Cemitério São Paulo.

Nas últimas eleições, Tuma concorreu pela terceira vez ao Senado, mas não conseguiu a reeleição. Assumiu pela primeira vez o mandato de senador em 1995, reelegendo-se em 2002 para atuar até 2011.

Formado em Direito pela PUC-SP, Romeu Tuma foi investigador, delegado e diretor de polícia especializada na Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Em 1983, assumiu a Superintendência da Polícia Federal paulista e em seguida se tornou diretor-geral da PF. Em 1995, assumiu mandato de senador pela primeira vez, reelegeu-se em 2002.

Entre 1977 e 1983, foi diretor-geral do Dops (Departamento de Ordem Política e Social), órgão de repressão instituído pelo regime militar. Seu trabalho policial ganhou destaque internacional com  descoberta das ossadas do criminoso de guerra alemão, o médico nazista Joseph Mengele, e a prisão do mafioso italiano Thomazzo Buscheta.