PRESIDENTE PARTICIPA DA ABERTURA DA EXPOSIÇÃO SOBRE A VIDA DE SENNA NO FÓRUM DE SANTANA


04/11/2010

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, esteve presente nesta quarta-feira (03/11), na abertura da exposição “A Celebração de Vida de um Tricampeão”, no Fórum de Santana. A mostra apresenta 80 fotos, além de dois capacetes utilizados pelo piloto em 1985 e 1994, uma jaqueta, uma camiseta e um par de óculos, itens que revelam a trajetória da vida e carreira do piloto, que neste ano completaria 50 anos de vida. A organização da exposição conta com o trabalho da Torcida Ayrton Senna (TAS), do fã clube oficial do piloto e do Tribunal de Justiça.

O presidente da OAB SP elogiou a iniciativa do Tribunal de Justiça e ressaltou a figura humana de Senna que, “mesmo sendo um campeão, sempre deixou aflorar o carisma que o tornou especial”. D´Urso destacou ainda o trabalho de Viviane Senna (irmã do piloto) e do Instituto Ayrton Senna, que ainda hoje é uma referência em iniciativa da sociedade civil organizada para trabalhos de desenvolvimento da educação no país, como os projetos Acelera Brasil e Se Liga.

Durante a cerimônia de abertura da exposição “A Celebração de Vida de um Tricampeão” foi exibido também o trailer do filme sobre a carreira de Ayrton Senna, que será lançado no próximo dia 12 nos cinemas de todo o país. Também estiveram presentes ao evento o presidente da Seção do Direito Público do TJSP, desembargador Luis Antonio Ganzerla, representando o presidente do TJSP, desembargador Antonio Carlos Viana Santos; a juíza diretora do Fórum de Santana, Ana Lúcia Freitas Schmitt Corrêa, e o presidente da Torcida Ayrton Senna, Adilson Carvalho de Almeida.

Ayrton Senna nasceu em 21 de março de 1960, em São Paulo. Iniciou sua vida automobilística no Kart e chegou à Fórmula 1, categoria em que conquistou três títulos mundiais, com 41 vitórias em Grandes Prêmios. O piloto morreu em 1º de maio de 1994, no grande prêmio de Imola, na curva Tamburello, em conseqüência de uma falha mecânica - a barra da direção de sua Williams quebrou – que provocou uma violenta batida contra o muro do circuito.