OAB SP VAI ACOMPANHAR INVESTIGAÇÃO SOBRE AGRESSÃO DE DELEGADO A ADVOGADO CADEIRANTE


21/01/2011

O advogado Anatole Magalhães Macedo Morandini prestou depoimento nessa sexta-feira (21/1) na Subsecção de São José dos Campos, confirmando a versão da agressão que sofreu por parte de um delegado em São José dos Campos e que relatou pessoalmente na última quarta-feira (19/1) na sede da OAB SP, em São Paulo.

“Já oficiamos a Corregedoria da Polícia Civil pedindo cópia da investigação, uma vez que os   fatos precisam ser esclarecidos o mais breve possível.  Caso fique confirmado  que houve  abuso de autoridade,  a OAB SP tomará todas as providências legais.  Enquanto isso, estamos assegurando assistência  integral ao advogado agredido por meio da Seccional e da Subsecção de São José dos Campos”, alertou o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, que designou o conselheiro e presidente da Comissão de Direitos e Prerrogativas, Antonio Ruiz Filho para acompanhar o caso.

 “Não fosse pelo fato de ser a vítima advogado, a OAB tem todo o interesse em acompanhar o caso. Vamos cobrar providências enérgicas das autoridades competentes. A conduta adotada pelo Delegado de Polícia não se coaduna com o exercício de atividade tão relevante para a sociedade. Espera-se que uma autoridade policial sempre se conduza conforme os cânones da Lei e não se comporte como um infrator comum”, alerta Ruiz Filho.

 A agressão ocorreu  quando Anatole, que é cadeirante,  flagrou o delegado Damásio Marino, que não tem necessidades especiais, estacionado  na vaga de deficiente, em frente a um Cartório no centro da cidade de São José dos Campos.  Os dois discutiram e  o delegado, além de agredir verbalmente Anatole por conta de sua deficiência, deu  tapas, coronhadas no advogado e colocou a boca do revólver em seu rosto, causando uma lesão. O delegado, por determfinação da Secretária de Segurança Pública ,  foi afastado do cargo.

O advogado Anatole Morandini é cadeirante desde os 17 anos , quando foi baleado durante um assalto, tendo levado três tiros, sendo que um deles atingiu sua coluna vertebral. Formou-se bacharel em Direito pela Faculdade de Direito do Vale do Paraíba (Univap), tendo colado grau em 2006.