ORDEM COMEMORA DIA INTERNACIONAL DA MULHER COM LANÇAMENTO DE CAMPANHA E EVENTO REUNINDO LIDERANÇAS POLÍTICAS E JURÍDICAS


09/03/2011

A Comissão da Mulher Advogada da OAB SP comemora o Dia Internacional da Mulher (8 de março) com dois eventos. Lança no próximo dia 16 de março, nova Campanha de Combate à Violência à Mulher, no salão nobre da Ordem (Praça da Sé, 385 – 1 andar), às 19 horas e, no dia 26, realiza um grande evento sobre a Liderança Feminina, com a participação confirmada da senadora Marta Suplicy , da deputada federal Luiza Erundina e da deputada estadual, Célia Leão, entre outras.

  “A campanha contra a violência à mulher é muito importante. Tem como foco os 5 anos da Lei Maria da Penha e a necessidade de conscientização da sociedade a respeito do tema. Infelizmente, mesmo com a lei garantindo a proteção da mulher, ainda muitas são vítimas de violência”, afirma Fabíola Marques, conselheira Seccional e presidente da Comissão da Mulher Advogada.

Para o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, a campanha é necessária porque a principal violência contra as mulheres não acontece nas ruas, nem é promovida por  desconhecidos, “A violência contra a mulher é predominantemente doméstica,  acontece na maioria das vezes, dentro de casa,  por maridos, companheiros, namorados e outros homens com graus de parentesco sanguíneo ou por afinidade”, diz.

Fabíola Marques lembra pesquisa da Fundação Perseu Abramo em parceria com o Sesc, que  mostrou que 5 mulheres são agredidas a cada 2 minutos no país. Há 10 anos, eram 8 as mulheres agredidas no mesmo período. A pesquisa foi realizada em 25 estados brasileiros, em 2010, com mais de 2.300 mulheres e quase 1.200 homens e apontou que 7,2 milhões de mulheres com mais de 15 anos já foram vítimas de agressões e 1,3 milhões foram agredidas no último ano que antecedeu a pesquisa.

 

 Debate no Teatro Gazeta

 O evento do  dia 26 de março é uma parceria entre a  OAB SP e a Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania. Acontece no Teatro Gazeta (Av. Paulista, 900) , a partir das 8h30 e terá na abertura  a presidente da Comissão da Mulher Advogada, Fabíola Marques, a secretária estadual de Justiça e Cidadania,  Eloisa de Sousa Arruda. 

O primeiro painel reúne  a procuradora de Justiça do Ministério Público de São Paulo, Luíza Nagib Eluf; Rosmary Correa, presidente do Conselho Estadual da Condição Feminina e secretária adjunta da Casa Civil do Estado de São Paulo; Sarug Dagir, transexual feminina, graduada em Psicologia e mestre em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais; Irina Bacci, coordenadora do Centro de Referência da Diversidade de Sp e secretária geral da Associação Brasileira d Gays, Lésbicas, Travestis e Transexuais; e Albertina Duarte, ginecologista e obstetra do Hospital das Clínicas e professora da Faculdade de Medicina da USP. Elas discorrerão, respectivamente sobre “Crimes Passionais”, “Violência na Periferia”, “Questões de Gênero e suas representações”, “Diversidade e Inclusão Social” e “Saúde da Mulher e Preconceito”. Na sequência, a palestra será de  Flávia Piovesan, procuradora do Estado de São Paulo e professora, doutora em Direito Constitucional e Direitos Humanos da PUC SP.

Segunda Parte 

Após o almoço, o evento terá continuidade com as presenças de Rosa Virgínia Cardona Ayrosa, diplomata de carreira em missão diplomática como Cônsul da Bolívia em São Paulo, mestre em Seguridad, Defensa y Dessarollo em La Escuela de Altos Estúdios Nacionales y Licenciatura em Ciências Sociales, Jurídicas y Políticas de La Universidad Mayor em San Andrés; Lu Alckmin, primeira-dama do Estado e presidente do Fundo Social de Solidariedade; Silvia Pimentel, presidente do Comitê sobre Eliminação da Discriminação contra as Mulheres da ONU, professora de Direito na PUC SP e uma das fundadoras do Comitê Latino-Americano e do Caribe para a Defesa dos Direitos da Mulher;  Maria Clementina de Souza, delegada de polícia; Maria Lygia Quartim de Moraes, socióloga, pós-graduada na França e no Chile, doutora em Ciência Política pela USP e professora titular da Unicamp; e Elaine Belfort, empresária industrial, diretora titular do Cores (Comitê de Responsabilidade Social da Fiesp).

 

O convite também foi formalizado à presidente Dilma Rousseff, à ministra chefe da Secretaria de Política para Mulheres, Iriny Lopes e  à ex-senadora Marina Silva.