ENCONTRO DEBATE EDUCAÇÃO JURÍDICA


04/07/2011

O presidente em exercício da OAB SP, Marcos da Costa, abriu o “Encontro com a Comissão de Educação Jurídica em São Paulo”, na sede da Ordem, na manhã da última sexta-feira (1/7)) e ressaltou a importância de os advogados estarem bem preparados para exercer a advocacia e atender o cidadão. Costa também comentou o baixo índice de aprovação no último Exame de Ordem unificado , dos 106.891 inscritos apenas 12.834 foram aprovados : “ Este resultado demonstra a queda na qualidade do ensino jurídico em todo o país, explicitando ainda mais a necessidade da manutenção do Exame de Ordem para separar o joio do trigo”, diz Costa.

No entender do presidente em exercício, a  base de sustentação da Advocacia é a educação jurídica. "Para atender bem o cidadão é fundamental que tenhamos profissionais bem preparados. E esse evento vem ao encontro do objetivo da Ordem, que é conhecer as demandas das faculdades, universidades, dos alunos e da Advocacia e, assim, trabalhar para que o nosso objetivo, a adequada preparação do profissional, seja alcançado”, afirmou Costa.

O presidente da Comissão de Educação Jurídica, João Luiz Ribeiro dos Santos, lembrou que o Brasil possui 1380 cursos jurídicos e destes, 350 estão em São Paulo e que a OAB SP é responsável por ¼ dos pareceres sobre cursos jurídicos do país.

“Nossa missão é fiscalizar, avaliar e orientar esses cursos. Mas nós também devemos atuar em conjunto com as faculdades, universidades e com o Ministério da Educação e com a Secretaria Estadual de Educação na busca por melhor qualidade de ensino jurídico”, afirmou Santos.

Ele afirmou ainda que a ESA (Escola Superior da Advocacia) oferecerá cursos de capacitação para advogados professores.“Faremos alianças com cursos de Direito para capacitar os advogados professores e já marcamos um encontro estadual da Comissão em setembro, nos dias 15, 16 e 17, na UFsCar”, finalizou.