ORDEM OFERECE ABONO EM NOVA RODADA DE NEGOCIAÇÕES COM SINDICATO


11/08/2011

Uma segunda rodada de negociações entre diretores da OAB SP e representantes do Sinsexpro aconteceu nessa quinta-feira (11/8), às 18 horas, na sede da Ordem, buscando encerrar a paralisação dos funcionários da Ordem iniciada no dia 10 de agosto.

O secretário-geral da OAB SP, Braz Martins Neto, abriu a reunião ressaltando os pontos que avançaram na reunião passada, realizada quarta-feira: apresentação  pela Ordem do plano de reclassificação na data de 3 de novembro( com descrição de função, faixas, níveis e salários); implantação desse plano  a partir de março de 2012 e aplicação do índice de reajuste de 6,89%,  já na folha de pagamento de agosto, sem prejuízo, quando da celebração do acordo coletivo, do pagamento do montante que remanesce para completar o índice de reajuste já aceito (7,5%).

Na sequência, o diretor-tesoureiro, José Maria Dias Neto, apresentou aos sindicalistas proposta de pagamento de abono indenizatório, deslocando recursos que seriam aplicados em projeto de informática no valor de R$ 1,80 milhão, resultando em abono uniforme para os 2.551 funcionários de R$ 462,91. Também apresentou como alternativa  aplicação de uma tabela progressiva , que contemplaria com valores maiores os salários menores. Assim quem ganha do piso até R$ 1.008,00 receberia R$ 500,00, de R$ 1159,00 até R$ 1764,18, abono de R$ 400,00 , de R$ 2.028,81 até R$ 3.548,39 – R$ 300,00 e para salários acima desse valor  não seria concedido abono.

Houve também muita discussão sobre o prazo possível para implantação do plano de cargos e salários e ficou acordado que seria dentro da atual gestão, que se encerra em dezembro de 2012.

Segundo entendimentos entre a Ordem e sindicato será feito um termo aditivo ao acordo coletivo para fixar o que foi pactuado. Todos os pontos de consenso tirados da reunião serão  levados para assembleia dos funcionários, marcada para sexta-feira (12/8), às 8h30.

Participaram da reunião, além do diretor secretário-geral  e do diretor tesoureiro, a secretária-geral adjunta Clemencia Wolthers, a diretora-adjunta, Tallulah Kobayashi Carvalho; o advogado Ricardo Ammirati  ; os sindicalistas Carlos Tadeu Vilanova, Robson Rehem Matos e Juan G. Nunes,  Inês Granado Pedro e os funcionários Mitsugui Yoshida, Caroline Caron, Gilvanildo Barbosa, Ana Cristina de Oliveira Marçal  e Marcio da Silva Santana.

 

 

Na sequência, o diretor-tesoureiro, José Maria Dias Neto, apresentou aos sindicalistas proposta de pagamento de abono indenizatório, deslocando recursos que seriam aplicados em projeto de informática no valor de R$ 1,80 milhão, resultando em abono uniforme para os 2.551 funcionários de R$ 462,91. Também apresentou como alternativa  aplicação de uma tabela progressiva , que contemplaria com valores maiores os salários menores. Assim quem ganha do piso até R$ 1.008,00 receberia R$ 500,00, de R$ 1159,00 até R$ 1764,18, abono de R$ 400,00 , de R$ 2.028,81 até R$ 3.548,39 – R$ 300,00 e para salários acima desse valor  não seria concedido abono.

Houve também muita discussão sobre o prazo possível para implantação do plano de cargos e salários e ficou acordado que seria dentro da atual gestão, que se encerra em dezembro de 2012.

Segundo entendimentos entre a Ordem e sindicato será feito um termo aditivo ao acordo coletivo para fixar o que foi pactuado. Todos os pontos de consenso tirados da reunião serão  levados para assembleia dos funcionários, marcada para sexta-feira (12/8), às 8h30.

Participaram da reunião, além do diretor secretário-geral  e do diretor tesoureiro, a secretária-geral adjunta Clemencia Wolthers, a diretora-adjunta, Tallulah Kobayashi Carvalho; o advogado Ricardo Ammirati  ; os sindicalistas Carlos Tadeu Vilanova, Robson Rehem Matos e Juan G. Nunes,  Inês Granado Pedro e os funcionários Mitsugui Yoshida, Caroline Caron, Gilvanildo Barbosa, Ana Cristina de Oliveira Marçal  e Marcio da Silva Santana.