ARTIGO: A FÓRMULA DO SUCESSO


15/12/2011

Viviane Sampaio

Você se considera uma pessoa bem-sucedida? Se positivo, provavelmente, já descobriu a fórmula do sucesso. Se negativo, não se preocupe, pois o Psicólogo Martin Seligman, criador da Psicologia Positiva e Professor de Psicologia da Faculdade de Harvard nos EUA, tem feito pesquisas com pessoas que se avaliam como felizes e realizadas em suas vidas para descobrir quais são as características que contribuem para elas se sentirem bem-sucedidas. Ele já descobriu que não basta ser só competente e motivado para ter sucesso. É importante também desenvolver uma tendência ao otimismo para vencer os desafios diários propostos pela vida.

Como funciona a mente de uma pessoa com tendência ao otimismo?

Uma pessoa com tendência ao otimismo acredita na possibilidade de sucesso mesmo na ausência de provas reais e concretas para atingir sua meta. São aquelas pessoas que diante de um problema não desistem com facilidade para buscar uma solução. Já as pessoas com tendência ao  pessimismo, acreditam no fracasso mesmo diante de provas contrárias. Desistem até mesmo antes de tentar resolver o problema.

Desenvolver uma tendência ao otimismo é o mesmo que ter pensamentos positivos?

Não. Uma pessoa, diante de um problema, pode usar o pensamento positivo para se sentir menos nervosa. Mas isso não basta para solucionar um problema. Acalma, mas é um sentimento temporário. A tendência ao otimismo que me refiro é a capacidade de enxergar vários lados da situação com os “pés bem firmes no chão” para concluir de forma sensata sobre um problema.

Quais as vantagens da tendência ao otimismo nas áreas da vida?

1)      Área Profissional: Maior desempenho e produtividade no trabalho;

2)      Área Social: Maior satisfação nos relacionamentos interpessoais;

3)      Área Pessoal: Maior motivação no dia-a-dia;

4)      Área Esporte: Melhor performance em esportes;

5)      Área Acadêmica: Melhor rendimento acadêmico;

6)      Área Saúde: Maior resistência ao estresse, menor risco de ter depressão e menor chances de adoecer fisicamente.

 

Ter funcionários nas empresas com tendência ao otimismo é vantajoso?

 

Sim. As empresas com funcionários otimistas têm menor taxa de “turn over”, maior retenção de talentos e menor taxa de absenteísmo.

É possível desenvolver essa tendência ao otimismo?

Sim. A Psicologia Positiva e a Terapia Cognitiva são terapias novas capazes de fazer esse trabalho. Na terapia, a pessoa é convidada a analisar e avaliar os acontecimentos diários de uma forma ampla. Isto é, trabalha-se para que ela busque o maior número de fatos, dados e provas reais e concretas que existem em uma situação para que veja o problema sob vários ângulos. Com isso, independentemente do tamanho dos problemas que a pessoa tenha que resolver no dia-a-dia, ela se torna capaz de encontrar com mais facilidade mais alternativas ou soluções novas. Progressivamente, passa a ter mais êxito no cotidiano e por isso vive com mais felicidade, bem-estar e produtividade.

Bibliografia: Seligman, Martin E. P. “Aprenda a ser otimista”. Rio de Janeiro: Record, 1992.

Viviane Sampaio. Psicóloga e Coach. Trabalha na Vila Mariana em São Paulo – SP com a Psicologia Positiva e a Terapia Cognitiva. Autora do site www.vivianesampaio.com.br e dos blogs www.coachingvs.blogspot.com e www.vivisampaio.blogspot.com