CONSELHO SECCIONAL RECEBE DESEMBARGADOR ROBERTO HADDAD E PRESTA HOMENAGEM


29/02/2012

Durante visita à sessão do Conselho Seccional, nesta segunda-feira (27/2), o desembargador Roberto Haddad , ex-presidente do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) foi homenageado pelos serviços prestados à Advocacia. Segundo o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, Haddad ao longo de sua gestão sempre esteve muito atento aos pleitos da Ordem e fez-se presente nos eventos e solenidades da Seccional Paulista.

 

 

“Foram incontáveis oportunidades em que estivemos juntos, em momentos até difíceis para a cidadania e a advocacia, e o desembargador Haddad sempre esteve ao nosso lado. Por tudo isso, o recebemos com carinho. E sua visita a este Conselho Seccional é sinal do que vem pela frente, porque acredito que o desembargador reintegrará os quadros da advocacia, e assim irá engrandecer nossa classe”, disse o presidente da OAB SP.

 

Roberto Haddad afirmou estar emocionado com a homenagem e ressaltou o apoio de D’Urso e da diretora adjunta da OAB SP, Tallulah Kobayashi de Andrade Carvalho. “Sempre ouvimos o ditado popular que diz que ‘uma andorinha sozinha não faz vela’, e eu digo sem dúvida que hoje em dia não se administra sem parceria. E essa parceria entre TRF-3 e OAB foi uma pilastra no direcionamento dos serviços prestados pelo tribunal ao jurisdicionado”, assegurou.

 

Haddad disse que receber essa homenagem, em nome da instituição que representou como presidente, era mais que uma obrigação protocolar, é motivo de orgulho. “Esse tratamento de parceria e amizade espero que não termine aqui, mas permaneça para sempre. Acredito que o tratamento diferenciado dispensado a mim e ao TRF-3, assim como a boa vontade e a parceria estabelecidas entre dirigentes do TRF e presidência da OAB continuarão a trazer resultados para os jurisdicionados”, completou.

 

O ex-presidente do TRF-3 também falou de sua gestão: “Devemos ressaltar sempre que os administradores públicos encontram-se revertidos do dever de bem gerir os interesses da população. E, para tal, não se podem medir esforços. Haja vista que, no TRF-3, fizemos o projeto do Judiciário em Dia, em que realizamos um mutirão, que nesse período de dois anos conseguimos fazer mais de 100 mil julgamentos. Trabalhamos incansavelmente para que isso acontecesse. E foi muito importante todo o trabalho que o presidente D’Urso, a Tallulah, nos ajudassem, enviando gente, o que foi preciso. Quero agradecer a essa disposição da OAB em ajudar a Justiça”, afirmou Haddad.

 

D’Urso destacou que a experiência dos mutirões funcionou, que Haddad sempre ajudou em relação às melhorias necessárias nas salas de advogados nos fóruns e que o magistrado também se manteve atento às prerrogativas profissionais advocatícias.