OAB SP RECEBE BECA DE RAIMUNDO PASCOAL BARBOSA, "O ADVOGADO DOS ADVOGADOS"


29/03/2012

O advogado Joaquim Cavalcante de Oliveira Lima Neto fez a entrega solene ao presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso - durante reunião do Conselho Seccional, nesta segunda-feira (27/3) - da ultima beca usada pelo advogado e ex-presidente a OAB SP, Raimundo Pascoal Barbosa, falecido em 2002.

O presidente D´Urso afirmou que Raimundo Pascoal Barbosa foi e sempre será um exemplo para todos os advogados.” Por isso, seu nome foi atribuído à Medalha de Mérito das Prerrogativas da OAB SP e por isso a entrega da beca para a nossa Casa da Memória da Ordem tem um simbolismo importante. Esse seu gesto (Joaquim Cavalacente)  é recebido com muito carinho e merecia esse destaque na reunião do Conselho Seccional”, assegurou D´Urso.

Os primeiros contatos de Joaquim Cavalcante com Raimundo Pascoal Barbosa foram no cafezinho das sessões do Tribunal do Júri, quando ele era funcionário do Tribunal e ia acompanhar os grandes tribunos, como Raimundo, Waldir Troncoso Peres, Dirceu de Mello, então promotor, que presidiu o TJ-SP e é reitor da PUC-SP.

“Raimundo Pascoal Barbosa era muito meu amigo, me achava bom advogado e bom orador e disse que quando ele morresse, a filha dele iria me dar sua beca, promessa que foi cumprida. Inclusive na loja em que foi feita a beca está escrito o nome do Raimundo”, afirmou, lembrando que foi guardião da beca por cerca de 30 anos.

Joaquim Cavalcante acalentava o sonho de fazer um Museu da Advocacia e por conta desse projeto recebeu becas de advogados famosos como Dante Delmanto, Arnaldo Malheiros, José Carlos Dias (seu cunhado), além de togas de vários juízes.

Hoje, Joaquim Cavalcante atua na área da infância e juventude, mas desde o início da carreira como advogado , em 1963, foi criminalista e militou na Justiça Militar. “Foi a principal época da minha advocacia e fiz muita defesa na Justiça Militar e os militares queriam que pedíssemos clemência e nós advogados não pedíamos”, lembrando que as discordâncias terminavam em prisão no Deops (Departamento de Ordem Política e Social) .

Raimundo Pascoal Barbosa presidiu a OAB SP nos anos de 1976/77 e era conhecido como o “O Advogado dos Advogados” , porque fez ao longo da carreira a defesa das prerrogativas dos advogados. Tinha  grande credibilidade no Judiciário foi  criminalista consagrado  e enfrentou o período  da Ditadura, defendendo a democracia, o direito de defesa e os presos políticos.  Nasceu em Itapipoca, no Ceará, (1921), foi ex-combatente da FEB  (Força Expedicionária Brasileira) e formou-se em Direito pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco, em 1952, turma que teve como paraninfo  o professor Miguel Reale.