ENCERRADA A CAMPANHA DO AGASALHO 2012


25/06/2012

Após duas grandes carreatas nas zonas leste e sul de São Paulo e a disponibilização de vários pontos de doação de roupas em todo o Estado, que arrecadaram milhares de peças, a Campanha do Agasalho 2012 da OAB SP foi encerrada na última sexta-feira (22/6), em solenidade na sede da Ordem em São Paulo.

  

A campanha foi realizada pela Comissão de Ação Social e pelo Departamento de Cultura e Eventos da OAB SP, em parceria com a CAASP (Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo), com apoio das Subseções da OAB e dos motoclubes Solteiros, Monte Cristo, Buena Vista, Carpe Dien, Bodes do Asfalto, Advogado Motociclista, Pelicanos, Cavaleiros da Lua e Pegasus, e caminhões disponibilizados pela Granero.

 

A presidente da Comissão de Ação Social, Maria Célia do Amaral Alves, agradeceu pelo trabalho de todos os envolvidos, e especialmente ao diretor cultural, Umberto D’Urso, a quem entregou uma láurea de homenagem, e à coordenadora de Eventos da Comissão de Ação Social, Clarice D’Urso.

 

O diretor cultural disse ser “uma satisfação ver algo que começou de forma pequena, em 2004”, transformar-se na grande campanha que é hoje. “E o melhor: agasalhar milhares de pessoas, com agasalho e calor humano”, disse o diretor.

 

Rui Augusto Martins, conselheiro e membro da Comissão de Ação Social, afirmou que a criação da comissão, idealizada pelo presidente licenciado da OAB SP, Luiz Flávio Borges D’Urso, e pelo presidente em exercício, Marcos da Costa, foi um momento histórico na instituição.

 

Segundo Martins, o objetivo era fazer com que o advogado também se envolvesse com um compromisso social além de sua função primordial na advocacia. O conselheiro afirmou que a campanha é a concretização anual de um sonho, e agradeceu, em nome do Conselho Seccional, aos envolvidos na ação.

 

Wudson Menezes Ribeiro, presidente da Subseção da OAB no Tatuapé, elogiou a dedicação de Umberto D’Urso no trabalho que realiza há anos na Ordem e disse que todos têm uma “missão a cumprir”. Ribeiro lembrou que no ano passado pediu, brincando, a realização da campanha na zona leste, que recebeu mais de 4.500 peças de roupas no Tatuapé, onde a arrecadação continua.

 

“Contribuir com o próximo já é uma dádiva para todos nós. A alegria que nos invade no momento de receber um agasalho é como se recebêssemos um presente”, afirmou Kozo Denda, secretário adjunto da CAASP e membro da Comissão de Ação Social, parabenizando também os responsáveis pelo trabalho.

 

O advogado Cezar Augusto de Souza, presidente do motoclube Carpe Dien; Vagner Ábila, presidente do motoclube Pelicanos do Asfalto; e Dirceu Martinez Junior, representante do motoclube Solteiros, disseram que se sentem honrados em participar da campanha, e agradeceram à OAB e a todo os envolvidos na iniciativa.

 

“O que vocês fizeram não tem preço. Dar um agasalho muitas vezes pode ser a transformação das pessoas. São pessoas muito machucadas, que percebem que têm outras pessoas que se importam”, disse Joaquim de Carvalho, secretário da Associação Beneficente e Comunitária do Povo, que auxilia moradores de rua.