OAB SP ASSINA CONVÊNIO QUE CRIA A ESCOLA ABERTA DO TERCEIRO SETOR


31/08/2012

O convênio que cria a Escola Aberta do Terceiro Setor, voltada ao ensino à distância, foi assinado nesta quinta-feira (20/8), na sede da OAB SP, por associações de interesse social e fundações privadas. Segundo Vasco Maroni Filho, coordenador do projeto e diretor da Escola, a iniciativa visa capacitar melhor os agentes do terceiro setor. “Percebemos que o voluntário carecia de formação específica; assim como os funcionários e até dirigentes”, explica.

De acordo com Vasco, o terceiro setor precisa se profissionalizar e a Escola Aberta propiciará um fluxo de informação, de conhecimento e de diálogo entre as entidades, que sustentarão o projeto. O primeiro curso será sobre o Agente do Terceiro Setor, mas estão previstos outros cursos para atender às necessidades do setor, como gestão, contabilidade, aspectos jurídicos, comunicação, ética e cidadania.

Na avaliação da secretária-geral adjunta da OAB SP Clemencia Beatriz Wolthers, representando o presidente em exercício Marcos da Costa, a Ordem sempre teve preocupação com o terceiro setor e prestigiou iniciativas voltadas à área social. “O advogado tem dupla participação no terceiro setor. A primeira teórica dentro da Comissão do Terceiro Setor e a segunda mais prática prestando seus serviços jurídicos às entidades e às fundações, que vem se constituindo em novo mercado de trabalho para a advocacia, uma preocupação da OAB SP”, disse.

Para Lucia Maria Bludeni, presidente da Comissão do Terceiro Setor da OAB SP, o termo de cooperação assinado pelas várias entidades que são parcerias institucionais do projeto da Escola Aberta do Terceiro Setor permitirá o aprimoramento e fortalecimento do segmento, porque visa atingir o profissional dentro da instituição, destacando que os cursos também serão cedidos para acesso dos advogados no site da ESA, lembrando que a Ordem foi pioneira no ensino da disciplina do terceiro setor.

O conselheiro seccional da OAB SP Fernando Freire, diretor da Fundação Carlos Chagas, também parceira do projeto, disse que embora a fundação seja conhecida na área de concursos públicos, tem preocupação na área social e irá apoiar e incentivar o projeto. A Fundação Carlos Chagas será responsável por disponibilizar recursos financeiros e materiais ao projeto.

O convênio foi firmado entre a     OAB SP, Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo (CRC SP), o Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), a Fundação Carlos Chagas (FCC), a Fundação Conrado Wessel (FCW), a Fundação José de Paiva Neto (FJPN) e a Fundação Anna Maria Lins de Camargo (FAMLC).

Pelo convênio, a OAB SP e o CRC SP também devem convidar e incentivar os profissionais de seus quadros a participar da elaboração de cursos, dando sugestões, orientações técnicas, ministrando aulas e colaborando com os executores do projeto.

A FJPN cederá recursos técnicos, materiais e humanos da Boa Vontade TV para gravação das aulas, peças publicitárias e material institucional; e a FAMLC, disponibilizar um coordenador executivo para execução e acompanhamento do projeto e espaço físico para a secretaria da iniciativa.

O convênio tem validade de cinco anos, prorrogáveis por mais cinco e os interessados podem acessar o site http://www.escolaaberta3setor.org.br/