GILDA FIGUEIREDO FERRAZ RECEBE HOMENAGEM DA AMATRA E DA AATSP


15/03/2013

A conselheira seccional da OAB SP Gilda Figueiredo Ferraz de Andrade foi homenageada com o prêmio Ritsuko Tomioka, em evento promovido pela Amatra (Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 2ª Região) e pela AATSP (Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo), no dia 11 de março, no Fórum Trabalhista Ruy Barbosa, durante a comemoração do Dia Internacional da Mulher, com a discussão do papel feminino na sociedade e homenagens a mulheres de destaque na Justiça e no Direito Trabalhista de São Paulo. O prêmio foi entregue pelo conselheiro Lívio Enescu.

 

Além da conselheira, foram homenageadas a desembargadora Maria Doralice Novaes, presidente do TRT 2, e Dulcineia Lima de Jesus Figueiredo, servidora da Justiça do Trabalho.

 

Gilda destacou a atuação das mulheres no Poder Judiciário, como Maria Aparecida Pellegrina, a primeira mulher a presidir o TRT 2; a desembargadora Maria Doralice Novaes, atual presidente do TRT 2; a presidente Dilma Rousseff, a primeira mulher a assumir a presidência da República; e Esther de Figueiredo Ferraz, tia da homenageada, e primeira mulher a ocupar o cargo de ministra da Educação, em 1982.

 

“Ela precisou, nos idos de 1947, impetrar mandado de segurança para poder ter deferida sua inscrição em concurso público de livre docência nas arcadas, ante às ridículas expressões do então indeferimento que dizia ‘fossem quais fossem as notas da candidata, tratava-se de uma mulher”, contou Gilda.

 

 

Nascida no Japão,  a advogada trabalhista, Ritsuko Tomioka  chegou ao Brasil em 1936. Em São Paulo, formou-se pela Faculdade de Direito da USP, em 1962 e prestou serviços no Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, dedicando-se a área trabalhista.