Diretoria da OABPrev-SP é reconduzida aos cargos


12/11/2014

Diretores da OABPrev-SP é reconduzida aos cargos
Na foto, todos os empossados e convidados na sede da OABPrev. Foto: arquivo OAB SP

Com a presença do Presidente da OAB SP, Marcos da Costa, foram empossados a Diretoria executiva e os Conselhos deliberativo e fiscal da OABPrev-SP, plano de previdência privada complementar exclusiva aos advogados – criado pela OAB-SP e CAASP (Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo),  em março de 2006. A cerimônia aconteceu na sede da OABPrev, na manhã da quarta-feira (29/10).O Presidente comentou sobre o crescimento do plano de previdência da OAB SP: “Nós iniciamos a OABPrev-SP em 2006 e já estamos com 34 mil colegas participantes”. 

Tomaram posse o Diretor Presidente da diretoria executiva, Luís Ricardo Marcondes Martins; o Diretor Administrativo, Marcelo Sampaio Soares; o Diretor Financeiro, Marco Antonio Cavezzale Curia; no conselho deliberativo foram empossados Jarbas Antonio Biagi, Presidente; Rodrigo Lyra, Vice-Presidente; e os conselheiros efetivos Edilson Rinaldo Merli, Aparecida Ribeiro Pagliarini, Vinícius Maia Lima, Jairo Haber e Gilberto Custódio. Para o conselho fiscal, os empossados foram José Valente Neto, Presidente; Janete Sanches Morales, Vice-Presidente; e Fabiana Nunes, Conselheira Efetiva.

Os participantes da OABPrev– SP têm direito a aposentadoria programada, por invalidez e abono anual. Aos beneficiários são oferecidos pensão por morte do participante ativo; pensão por morte do participante assistido e abono anual, que é pago no mês de dezembro, quando o participante ou o beneficiário estiver em fase de recebimento do benefício, funcionando como uma renda extra. Além disso, todas as contribuições podem ser deduzidas em até 12% da renda bruta anual para fins de Imposto de Renda.
 
“Temos procurado cumprir essa missão, que é dar proteção previdenciária ao advogado. Pois nosso objetivo é o bem comum. Se algo acontecer com o advogado, ele terá esse respaldo para socorrê-lo e também a sua família”, explicou Biagi.