Plateia lotada e ‘presunção de inocência’ abrem debate em evento da AASP


15/05/2015

Plateia lotada e ‘presunção de inocência’ abrem debate em evento da AASP

Em Santos, no litoral paulista, mais de 600 advogados, estudantes de direito e convidados participaram da abertura, na noite de ontem, do VI Encontro Anual AASP (Associação dos Advogados de São Paulo). Com programação dividida em 12 painéis pautados por temas que mobilizam o momento jurídico atualmente, os trabalhos tiveram início com a aula magna do ministro aposentando do Supremo Tribunal Federal (STF), Antonio Cezar Peluso sobre o tema “Presunção de inocência”, na qual ele pontuou que a prisão provisória, desacompanhada de uma função relacionada ao processo, é pena antecipada e, como tal, um profundo desrespeito à Constituição Federal.

Antonio Ruiz Filho, secretário-geral adjunto da Secional paulista da Ordem, representou a presidência da OAB SP e também falou em nome dos ex-presidentes da AASP na cerimônia de abertura. Fez questão de ressaltar a importância de as entidades representativas da advocacia não ficarem encasteladas na capital, mas de se mobilizarem para realizar eventos que atendam aos reclamos de associados em vários pontos do estado. Cumprimentou a organização do evento pela ênfase no tratamento do novo Código de Processo Civil (CPC) e aproveitou para lembrar que essa também tem sido uma preocupação do presidente da OAB SP Marcos da Costa. “Dotar os colegas de conhecimento para enfrentar mais de 1.000 artigos do novo diploma processual tem concentrado nossos esforços com realizações de cursos on-line e presenciais”.

Na sua fala, Ruiz Filho também transmitiu a todos os advogados santistas e região presentes o abraço de Marcos da Costa e contou sobre a expectativa dele de, em breve, retomar as atividades à frente da entidade, de onde está momentaneamente afastado em recuperação de um acidente automobilístico. Como ex-presidente da AASP e membro da diretoria da OAB SP, Ruiz Filho ainda destacou: “Feliz a classe profissional que tenha, para tratar de seus interesses, duas entidades do porte da OAB e da Associação dos Advogados de São Paulo”.