Marcos da Costa é recebido sob aplausos na reunião do Conselho


22/06/2015

Marcos da Costa é recebido sob aplausos na reunião do Conselho
Marcos da Costa foi recebido com palmas e saudações no reunião do Conselho da Secional Paulista da Ordem

Logo após a abertura da Campanha Corrupção, NÃO, o presidente Marcos da Costa foi recebido por aclamação e aplaudido de pé por mais de um minuto na abertura da reunião mensal do Conselho Secional. Entre os temas tratados, foram apresentadas as contas de 2014, além de terem sido feitas algumas considerações sobre a realização do Exame de Ordem e um provimento enviado pela OAB SP ao governo do Estado contra o aumento das custas processuais.

Marcos da Costa agradeceu a oportunidade de estar de volta à casa em um momento tão importante quanto o do lançamento da Campanha contra a corrupção. “Não consigo precisar a emoção que sinto hoje de participar dessa que é mais uma sessão histórica da OAB SP. Foram 60 dias desde o acidente que afastou de nós, materialmente, o nosso (Carlos Roberto Fornes) Mateucci. Quero cumprimentar e agradecer pessoalmente as iniciativas feitas pelo Conselho para homenagear esse grande companheiro, que acabou vitimado no acidente”, disse. Ele falou também do período que esteve no hospital, em recuperação: “Nesses 60 dias tive de me desligar do externo - não acessei e-mails ou redes sociais - porque tinha de focar todos meus esforços no tratamento”, acrescentou.

O presidente da OAB SP aproveitou para agradecer as mensagens de apoio enviadas por todos: “Foram mensagens carinhosas de pessoas que são amigas de décadas e de pessoas que nem conhecia, mas que compareceram ao hospital para transmitir uma palavra de carinho, dando uma força naquele momento de superação”. E acrescentou: “Sei que neste Conselho também houve manifestações bonitas, emocionantes. Queria só transmitir aos amigos: podem estar certos, que as orações que fizeram foram recebidas por mim de uma forma tão forte que elas quase que se materializaram. Serei eternamente grato a cada um de vocês pelo que fizeram neste período”.

Para finalizar, Costa informou que tem mais uma cirurgia para ser submetido, mas, em breve, voltará definitivamente à presidência da Ordem paulista. “Foram 13 idas ao centro cirúrgico nesses 60 dias, mas (essa cirurgia) será a última. Para que em breve possamos estar juntos”, destacou. 


Exame de Ordem na pauta
A presidente em exercício, Ivette Senise Ferreira, agradeceu a presença do presidente licenciado e, entre os temas tratados na reunião do Conselho, ela enfatizou a aprovação das contas do exercício terminado em 31 de dezembro de 2014. Informou ainda que a advocacia precisa se unir, pois pode entrar a qualquer momento em votação na Câmara Federal,o projeto do deputado Eduardo Cunha, que pede a extinção do Exame de Ordem. “Todos sabem da necessidade e da importância do Exame, não somente para a atividade profissional, mas para a própria proteção da sociedade”, acrescentou. “Temos de nos manifestar pessoalmente no Legislativo para enfrentar uma campanha pessoal do presidente da Câmara Federal que - enganosamente - nos dá conta que é majoritária a posição dos que querem acabar com o Exame de Ordem. Precisamos contrapor essa divulgação dele com uma atitude vigorosa”, ressaltou.

Sobre o tema, Ivette Senise deu o direito à fala ao presidente do Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP), José Horácio Halfeld Rezende Ribeiro. “Na última sexta-feira, durante a reunião do IASP, o vice-presidente, Michel Temer, externou a posição dele contra a extinção do Exame de Ordem”, revelou ele.

Outro ponto destacado por Ivette Senise foi com relação a OAB SP ter-se unido a outras entidades jurídicas para dirigir um apelo ao governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, no sentido de vetar o projeto de lei que pretende elevar custas processuais. “O projeto votado na Assembleia Legislativa prevê aumento significativo de custas processuais para quem recorre ao Judiciário, dos atuais 4% para 6%. Fizemos uma manifestação escrita e pretendemos continuar nessa luta contra a majoração das custas processuais”, disse.

Contas
Coube ao diretor tesoureiro, José Maria Dias Neto, apresentar as demonstrações contábeis do exercício 2014 que alcançaram superávit de mais de 27,5 milhões. “Devemos lembrar que estamos em uma crescente evolução. Nos anos anteriores, tivemos um superávit de R$ 10 milhões, R$ 12 milhões e R$ 14 milhões. E em de 2014 praticamente dobrou-se o superávit”, comemorou. Ele lembrou que o resultado reflete os esforços realizados desde 2004, com a adoção de diversas medidas para aprimorar a administração das receitas e controlar as despesas, sempre com a preocupação de otimizar os serviços oferecidos à classe. “Conseguimos equacionar as contas da Secional a partir de um patrimônio social negativo de R$ 2,3 milhões, em 2003, para atingirmos um patrimônio de R$ 118 milhões no exercício de 2014”.

A receita ordinária liquida da entidade cresceu 9,3% em 2014, na comparação com 2013, permitindo realizações de investimentos em infraestrutura. “O trabalho da gestão para enxugar as contas e o aumento da receita possibilitaram a abertura de novos pontos de atendimentos, atualização de incrementos de informática, além da construção de novas casas e recuperações patrimoniais diversas”, disse, ao passo que Ivette Senise lembrou que todos os números positivos de 2014 foram possíveis graças ao trabalho do ex-diretor tesoureiro Carlos Roberto Fornes Mateucci.