A 37ª edição do Prêmio Vladimir Herzog, voltado aos Direitos Humanos, reúne vencedores dia 20/10 no Tuca


05/10/2015

A comissão organizadora do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, reunida na última quarta-feira (30/09) na Câmara Municipal de São Paulo em sessão pública e com transmissão ao vivo, escolheu os vencedores da sua 37ª edição. A cerimônia de premiação dos 16 trabalhos eleitos será no próximo dia 20 de outubro, às 20h, no Teatro da Universidade Católica (TUCA), na Rua Monte Alegre, 1024 (SP).

Será, mais uma vez, uma celebração às reportagens que preservaram o respeito à cidadania e aos direitos civis em um legítimo Estado Democrático de Direito. Pauta que tem total aderência às bandeiras sempre defendidas pela Secional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil: “O advogado, fiel à sua missão constitucional de servir à administração da Justiça, tem atuado na linha de frente em defesa da liberdade, da livre expressão, da igualdade, da solidariedade, do direito ao contraditório, paradigmas das nações democráticas e inerentes ao espírito do prêmio Vladimir Herzog”, pontua o presidente da OAB SP, Marcos da Costa.

Considerado uma das premiações mais significativas do Brasil, o troféu Vladimir Herzog reconhece os trabalhos jornalísticos que valorizam temas relacionados aos valores democráticos em oito categorias: Artes (ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos), Fotografia, Documentários de TV, Reportagem de TV, Rádio, Jornal, Revista e Internet.

Nas três etapas de seleção este ano concorreram 612 trabalhos, inscritos nas várias plataformas de mídia. Na primeira fase de julgamento, em agosto, 24 jurados representantes de quase todas unidades da Federação fizeram a primeira escolha. A lista com os trabalhos que atingiram as maiores notas em cada categoria foi encaminhada para a comissão julgadora, composta por onze dirigentes das entidades organizadoras para a seleção dos três indicados finais apresentados na sessão pública e ali submetidos à votação para prêmio e menção honrosa.

Atualmente onze instituições integram o Prêmio Vladimir Herzog: Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo - ABRAJI; Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil - UNIC Rio; Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo; Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e Seção São Paulo da OAB; Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo - ECA/USP; Federação Nacional dos Jornalistas - FENAJ; Instituto Vladimir Herzog; Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo; Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo; e Sociedade Brasileira dos Estudos Interdisciplinares da Comunicação - Intercom.

Prêmio Especial Vladimir Herzog 2015
Desde 2009, a Comissão Organizadora indica jornalistas para serem homenageados pelos relevantes serviços prestados às causas da Democracia, Paz, Justiça e contra a Guerra. Neste ano, receberão as homenagens Mino Carta, Mauro Santayana, Daniel Herz (in memoriam) e Eduardo Galeano (in memoriam).


Os vencedores de 2015:


Categoria: Arte

Prêmio
Maioridade Penal
Gregório de Holanda Vieira
Jornal Diário de Pernambuco - PE

Menção honrosa
Redução de maioridade penal
Jarbas Domingos de Lira Junior
Jornal Diário de Pernambuco - PE

Categoria: Fotografia

Prêmio
Haitiano toma banho em mictório
Ronny José dos Santos
Jornal Agora São Paulo - SP

Menção honrosa
Batalha olímpica
Pedro Kirilos Mattar de Oliveira
Jornal O Globo - RJ

Categoria: Internet

Prêmio
As Quatro Estações de Iracema e Dirceu
Ângela Maria de Oliveira Bastos
Diário Catarinense - SC

Prêmio
Rota 66, a Confissão
Marcelo Honório de Godoy 
Estadão - SP


Categoria: Rádio

Prêmio
Mães da Fé
Caetano Cury Nardi
Rádio Bandeirantes - SP

Menção honrosa
A Doce Ação
Robson Machado de Souza
Rádio Tupi - RJ

Categoria: Revista

Prêmio
Os filhos do Bolsa Família
Cristiane Regina Barbieri
Época Negócios - SP

Menção honrosa
Precisamos Falar sobre Romeo...
Rodrigo Pelegrini Ratier
Revista Nova Escola - SP

Categoria: Jornal
Prêmio
Favela Amazônia
Leonencio Nossa Junior
O Estado de S. Paulo - Distrito Federal

Menção honrosa
Racismo, um crime silenciado
Marcella Fernandes de Camargos
Correio Braziliense - Distrito Federal

Categoria: TV Documentário

Prêmio
Em Busca da Verdade
Lorena Maria e Silva
TV Senado - Distrito Federal

Menção honrosa
A Revolta da Chibata
Vera Regina Cardozo
TVE RS - Rio Grande do Sul

Categoria: TV Reportagem

Prêmio
Estrada da Fome
Daniel Paulino Mota
TV Record - São Paulo

Menção honrosa
Questão racial - da ditadura à democracia
Débora Teles de Brito
TV Brasil - Distrito Federal