Advocacia paulista reelege Marcos da Costa para o triênio 2016/2018


19/11/2015

Advocacia paulista reelege Marcos da Costa para o triênio 2016/2018
José Nuzzi Neto, presidente da Comissão Eleitoral, no momento do anúncio de Marcos da Costa como presidente reeleito da OAB SP

Chegou ao fim na tarde desta quinta-feira (19/11), a contagem oficial de votos da eleição da Ordem dos Advogados do Brasil Seção São Paulo - a maior do país, com cerca de 300 mil profissionais inscritos – para o triênio 2016/2018. A chapa do atual presidente, Marcos da Costa, venceu o pleito com 36,34% do total - mais que o dobro do segundo classificado. O advogado enfrentou cinco concorrentes na corrida pela diretoria da Secional nesta quarta-feira: Hermes Barbosa, Ricardo Sayeg, Sergei Cobra Arbex, João Biazzo e Anis Kfouri. Paralelamente à votação na capital, os advogados paulistas também elegeram as diretorias das 233 Subseções espalhadas pelo estado.

Confira o resultado da eleição

Com a vitória, Marcos da Costa se reelegeu em um ano marcante, quando a OAB comemora 85 anos de atividades e volta a protagonizar a luta contra a corrupção e a intransigente defesa do Estado Democrático de Direito. Em encontro com apoiadores, o atual presidente da Ordem agradeceu o empenho dos advogados e também lembrou Carlos Roberto Fornes Mateucci, diretor tesoureiro falecido em abril após acidente automobilístico sofrido por ambos. “Agradeço à advocacia. Essa vitória também é de vocês, que foram à luta durante o processo eleitoral e nos ajudaram a ganhar em todas as urnas do centro da capital”, disse. “A vitória coletiva nos permite continuar nessa trajetória de servir à classe, sempre servindo à Ordem, jamais nos servindo dela”.

Marcos da Costa é especialista na área empresarial e tem longa trajetória na Secional paulista. Antes de ocupar a presidência na gestão atual (2013/2015) foi vice-presidente no triênio 2010/2012 e diretor tesoureiro em 2004/2006 e 2007/2009. O advogado também foi conselheiro nas gestões 1998/2000 e 2001/2003 -, além de ter presidido Comissões, entre elas, a de Tecnologia da Informação, de Informática do Conselho Federal, Mista de Assuntos Institucionais entre o Tribunal de Justiça de São Paulista e a OAB SP e a Comissão Especial de Assuntos do Poder Judiciário.

Chapa e propostas
Nos próximos três anos, o advogado vai dirigir a instituição ao lado dos advogados Fábio Canton Romeu Filho, que ocupará a vice-presidência; Caio Augusto Silva dos Santos, como secretário-geral; Gisele Fleury Charmillot Germano de Lemos, será a secretária-geral adjunta; e Ricardo Luiz Toledo Santos Filho ocupará a tesouraria. Canton e Gisele atualmente compõem a diretoria da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo (Caasp), enquanto Toledo é conselheiro e preside a Comissão de Direitos e Prerrogativas. Apenas Caio dos Santos manterá a função atual. O próximo presidente da Caasp será Braz Martins Neto e, o vice, Arnor da Silva Junior.

Veja a chapa completa

A lista de propostas da nova diretoria da OAB SP para o próximo triênio reúne, entre outras iniciativas, seguir o trabalho de defesa das prerrogativas profissionais, batalhar pela aprovação do projeto de lei que criminaliza as ofensas às prerrogativas do advogado e pela manutenção do Exame de Ordem, além de buscar maior eficiência e celeridade do Poder Judiciário. O fortalecimento da advocacia pública e a manutenção das campanhas contra a corrupção e pela reforma política no país também são parte do plano de gestão.