OAB SP apresenta proposta de trabalho em parceria com a CNBB em prol da boa política


13/06/2016

OAB SP apresenta proposta de trabalho pedagógico em parceria com a CNBB em prol da boa política
Adib Kassouf Sad, diretor da CAASP; Marcos da Costa, presidente da OAB SP e Dom Odílo Pedro Sherer, cardeal de São Paulo, conversam durante a na 79ª Assembléia Regional Sul

Na edição do semanário da Arquidiocese de São Paulo - o Jornal O São Paulo - que circulava na 79ª Assembleia Regional Sul dos bispos da CNBB (Conferência Nacional do Bispos do Brasil), em Aparecida, na última quinta-feira (09/06), um artigo assinado pelo arcebispo metropolitano, cardeal Odilo Pedro Scherer, questionava o momento do Brasil. “A crise política que vivemos decorre de uma profunda crise ética, refletida no desvio de finalidade do poder conferido, mesmo que democraticamente: poder que deveria ser exercido em vista do bem comum e não em benefício privado... “, escreveu ele, para em seguida acrescentar que “mas não se deve perder a esperança: a situação que vivemos também é favorável ao amadurecimento da consciência política do povo brasileiro. À medida que os cidadãos se interessam pela vida política, vigiam o exercício do poder e se envolvem na busca de soluções, o futuro do Brasil continua promissor...”.

A mensagem do arcebispo publicada mostrou-se em sintonia com a proposição levada à reunião, de maneira informal, pelo presidente da Secional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcos da Costa, e pelo presidente da Comissão de Direito Administrativo da OAB SP, Adib Kassouf Sad, que sugeriram aos bispos um trabalho junto à população a partir das próximas eleições a ser desenvolvido em conjunto pela CNBB e OAB SP.

“Se pudermos unir as forças da CNBB e da OAB SP com toda a capilaridade de contatos com que temos com as nossas Subseções da Ordem em todo o Estado assim como a rede de difusão da Igreja, realizando eventos e palestras que levem uma mensagem positiva e de formação política, sem entretanto qualquer conotação partidária, talvez possamos conseguir em um futuro não muito distante deixar algum fruto positivo para as novas gerações sobre a prática da boa política”, ponderou Marcos da Costa, ao falar para que todos os presentes pudessem refletir a respeito, durante a reunião conduzida pelo arcebispo de Campinas e presidente da Regional Sul da CNBB, Airton José dos Santos.

OAB SP apresenta proposta de trabalho pedagógico em parceria com a CNBB em prol da boa política
A partir da esquerda: Adib Kassouf Sad, diretor da CAASP; Marcos da Costa, presidente da OAB SP e Dom Airton Jose dos Santos, presidente regional da CNBB

Adib Kassouf Sad reforçou que a realização de ações conjuntos com a CNBB não faria indicação de candidatos ou de partidos políticos, mas sim proporia discussão de valores concretos sobre o exercício da política. “Nós verificamos que os lamentáveis escândalos que permeiam os noticiários todos os dias promoveram uma inversão de valores, ou mesmo a absoluta ausência de valores”, pontua ele. “Esses registros negativos estão levando ao desânimo e algo precisa ser feito. A ideia é tentar fazer um programa de debates que extraia reflexão sobre valores éticos e princípios que possam influenciar as escolhas dos cidadãos já partir da eleição deste ano. Por meio de mensagens e informações sobre nossas leis e procedimentos, poderemos contribuir para uma participação de maior responsabilidade na escolha dos que vão representar a sociedade”.

“O que se pretende é levar educação para a cidadania. A OAB e a CNBB sempre estiveram juntas em muitas campanhas, o que produziu resultados fantásticos para a sociedade brasileira. Nesta quadra histórica difícil que passamos, com milhões de desempregados, temos ainda maior obrigação em auxiliar na construção do país que queremos e do tipo de sociedade que vamos deixar para as gerações futuras”, acentuou Adib Sad.

Os bispos que se manifestaram sobre o desenvolvimento dessa parceria, na mesma linha do que está escrito no artigo do arcebispo Odilo Scherer - que também estava presente no encontro –, partilharam da mesma sensação de que o momento político requer uma mobilização e conscientização do papel político de todos em prol de uma sociedade mais justa e ética.