Solução para o abandono infantil motiva Comissão do Direito à Adoção


16/06/2016

Solução para o abandono infantil motiva Comissão do Direito à Adoção
Antonio Carlos Berlini, presidente da da Comissão de direito á Adoção da OAB SP , na cerimônia de posse de sua diretoria

O abandono infantil, com a consequente busca de um lar para as vítimas, é um dos problemas mais urgentes em todo o mundo. Dependendo da organização internacional consultada, há diferença entre os números de crianças abandonas ou órfãs ao redor do planeta, mas em todos os casos as estimativas estão acima da marca de 100 milhões. No caso da Organização das Nações Unidas, a projeção cita 150 milhões.

Ao olhar para o Brasil, o presidente da Comissão de Direito à Adoção da OAB SP lamenta: são mais de sessenta mil crianças afastadas da família e uma lista de seis mil a espera de adoção, número que não cai apesar de haver trinta mil famílias interessadas em adotar. “O sujeito de direito, no instituto da adoção, é a criança, que é o nosso cliente último e não as pessoas adultas que chegam aos nossos escritórios querendo adotar”, disse Antônio Carlos Berlini, durante a solenidade de posse do grupo de trabalho que preside ao lado de Osvaldo Arvate Júnior (vice-presidente) e Katia Shimizu de Castro (secretária).

“O que norteia nossa atividade profissional é o amor incondicional ao ser humano, o amor incondicional ao próximo. Esse mesmo norte vale para o instituto da adoção, tema desta Comissão, um dos mais importantes”, cravou Fábio Romeu Canton Filho, vice-presidente da OAB SP. Também diretor responsável pelas Comissões da OAB SP, ele revelou satisfação em verificar o real compromisso dos membros de Comissões com as causas que defendem.

Solução para o abandono infantil motiva Comissão do Direito à Adoção
Foto oficial da diretoria da Comissão do Direito à Adoção junto ao vice-presidente da OAB SP, Fábio Romeu Canton Filho

A Comissão de Direito à Adoção tem como membros efetivos: Antonio Augusto Guimarães de Souza, Cassia Patricia Garcia de Toledo Rodrigues, Denise Cristina Ribeira, Eli Alves da Silva, Esther Bueno Soares, Fábio Aliandro Tancredi, Francesco Maurizio Bonardo, Hélio Ferraz de Oliveira, Karina de Lara Lima, Karina Gonçalves da Silva, Katia Regina Rodrigues dos Santos Brum, Lilianne Yuki Gallo Alves da Silva, Pedro Carvalhães Cherto, Renata do Val e Rodrigo Arantes Cavalcante.

Para articular ações em todo o Estado de São Paulo, a Comissão também conta com membros efetivos regionais: Audrey Rodrigues de Oliveira, Carla Cristina Chiappim, Eunice Ferreira Rodrigues Granato, Indalécio Alves, Janice Machado Romanelli Vaqueiro, Lenora Thais Steffen Todt Panzetti, Mônica Cristina Aparecida Lima Molica Silva, Rosana Ribeiro da Silva e Sérgio Dalaneze.