OAB SP inicia pesquisa sobre acessibilidade nas praias paulistas


22/09/2016

OAB SP inicia pesquisa sobre acessibilidade nas praias paulistas

As Subseções litorâneas da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção São Paulo, darão início ao levantamento que apontará o ranking de acessibilidade das praias paulistas. A novidade foi anunciada pelo presidente da OAB SP, Marcos da Costa, na presença do presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, do presidente da Comissão de Direitos das Pessoas com Deficiência da OAB SP, Frederico Antonio Gracia, e de atletas paralímpicos brasileiros, durante o evento de lançamento da campanha Inclusão + realizado na noite de quarta-feira (21/09), na Sede Institucional da entidade.

Elaborada na Secional e executada pelas Subseções do litoral sul (Cubatão, Guarujá, Iguape, Itanhaém, Peruíbe, Praia Grande, Santos e São Vicente) e norte (Bertioga, Caraguatatuba, São Sebastião e Ubatuba), a pesquisa vai avaliar itens, como: estacionamento com vagas exclusivas para deficientes próximo das praias; existência de serviços de apoio às pessoas com mobilidade reduzida e disponibilidade de cadeira de rodas ‘anfíbia’; rampas de acesso e locais de banho e lava-pés com barras de apoio.

As Comissões das Subseções que lidam diretamente com a temática dos direitos da pessoa com deficiência serão as responsáveis pelas avaliações das condições de acessibilidade. A previsão é que os primeiros resultados sejam apresentados à Secional em 30 dias. A meta é atualizar o levantamento semestralmente.

Para o presidente da OAB SP, Marcos da Costa, o diagnóstico, além de informar as condições das praias para as pessoas com deficiência, valorizará o trabalho das prefeituras que se preocupam com a questão. “Será também um alerta para as administrações municipais que ainda não se atentaram para a importância da acessibilidade”, concluiu.