Congresso lota Teatro Gazeta com programação voltada aos profissionais em início da carreira

Tweet


27/08/2018

Congresso lota Teatro Gazeta com programação voltada aos profissionais em início da carreira
A partir da esuqerda: Tallulah Kobayashi de Andrade Carvalho, conselheira; Umberto Luiz Borges D'Urso; diretor cultural; Fábio Romeu Canton Filho, vice-presidente da OAB SP; Marco da Costa, presidente da OAB SP; Eliana Calmon, advogada; Leopoldo Luis Lima Oliveira, presidente da Comissão da Jovem Advocacia; Renata Soltanovitch, presidente do Tribunal de Ética; Clarice Maria de Jesus D'Urso, coordenadora de Ação Social; Rosa Ramos, conselheira; no Congresso da Jovem Advocacia

Com todos os assentos ocupados, a presença expressiva da advocacia marcou o 2º Congresso da Jovem Advocacia da OAB SP (24/08), no Teatro Gazeta. Dirigentes de Ordem, advogados e advogadas, de todo o estado de São Paulo, prestigiaram o evento que abordou temas de interesse para os profissionais que ingressam na carreira.

Presidente da entidade, Marcos da Costa, realizou a abertura dos trabalhos enfatizando a importância da atuação da classe e os avanços conquistados em prol da advocacia: “Abrimos as portas da OAB aos entrantes na advocacia quando suprimirmos uma disposição do nosso regimento interno, que vedava a participação de profissionais com menos de cinco anos de atividade nas nossas Comissões. Assim, quebramos a cláusula de barreira e hoje a Comissão da Jovem Advocacia conta com mais de seis mil componentes. É uma alegria saber que, na Ordem, eles têm participação decisiva, não só em nossos eventos, mas na nossa gestão”, considerou.

Representando os novos advogados e advogadas durante a cerimônia de abertura do Congresso, o presidente da Subseção de Tatuapé e da Comissão da Jovem Advocacia, Leopoldo Luís Lima Oliveira, discorreu sobre o necessário engajamento com os projetos da Ordem: “Os jovens advogados são maioria e precisam valorizar a classe, pois assim, fortalecem a própria instituição e o mercado de trabalho. A Comissão da Jovem Advocacia está de portas abertas para todos”, observou.

Palestras e debates
Com programação intensa para o dia todo, o evento teve na primeira exposição a advogada e primeira mulher ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon. Sua palestra tratou do tema: “O papel da jovem advogada na profissão: atuação em fóruns, tribunais e a busca por uma carreira sólida e de sucesso”. Traçando um panorama sobre a trajetória do feminino na advocacia, a ex-ministra destacou as mudanças nos movimentos feministas, a luta pela igualdade de gênero até o combate à violência doméstica e o preconceito contra mulheres: “Mesmo passando em concursos, as mulheres não conseguiam ascender às carreiras superiores no Poder Judiciário. Os movimentos feministas foram ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que assinou uma carta de intenções, e assim cheguei ao STJ, e a ministra Ellen Gracie ao Supremo Tribunal Federal. Essas mulheres que chegaram primeiro foram conduzidas pelos movimentos feministas e isso tem uma significação grande, pois rompe com essa herança machista, e a partir daí, acontecem avanços na carreira da advocacia”.

No mesmo painel, a presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB SP, Katia Boulos, pontuou alguns números do universo da advocacia: “Temos uma grande representatividade em termos de trabalho e produção, que devemos às nossas percursoras. São 700 membros na Comissão, com 23 coordenadorias regionais abrangendo as 236 Subseções da Ordem no Estado. É um trabalho feito a muitas mãos. Essas grandes lideranças mulheres já existiam e agora aparecem porque o espaço existe. A OAB está de portas abertas para lutar pelos nossos direitos e da cidadania”, comentou.

Outros temas tratados durante o Congresso foram sobre “Ética e Prerrogativas: Publicidade, redes sociais e marketing ético”, com a presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB SP, Renata Soltanovitch, e para tratar sobre “Empreendedorismo: Início de carreira e perspectivas”, um dos expositores foi o vice-presidente da OAB SP, Fábio Romeu Canton Filho.

Participaram da cerimônia de abertura, compondo o dispositivo de honra, além dos já citados, as seguintes autoridades: o diretor do departamento de cultura e eventos e conselheiro da OAB SP, Humberto Luiz Borges D’Urso; a presidente da Comissão da Igualdade Racial da OAB SP, Carmem Dora de Freitas; o presidente do Sindicato da Sociedade de Advogados de São Paulo e Rio de Janeiro, Luiz Otávio Camargo Pinto; o segundo-secretário da Associação de Advogados de São Paulo, Rogério de Menezes Corigliano; presidente do Movimento de Defesa da Advocacia, Rodrigo Rocha Monteiro de Castro; o conselheiro da Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo, Horácio Conde; e ainda as conselheiras da Secional paulista da Ordem: Tallulah Kobayashi e Rosa Ramos.

Veja mais na Galeria de Fotos