Cidinha, do MDB, quer fomento ao empreendedorismo e cumprimento do Estatuto de Igualdade Racial

Tweet


13/09/2018

Cidinha, do MDB, quer fomento ao empreendedorismo e  cumprimento do Estatuto de Igualdade Racial

A candidata ao Senado Federal por São Paulo, Maria Aparecida Pinto, a Cidinha (MDB), participou de encontro promovido pela Secional da OAB no prédio sede (11/09). Entre 10 e 11 de setembro, a Ordem abriu a casa para que políticos pudessem apresentar suas propostas. Formada em psicologia e pós-graduada em recursos humanos e História da África e do Negro no Brasil, Cidinha preside o MDB Afro São Paulo. 

No início da apresentação, relembrou sua trajetória: filha de pais analfabetos, nasceu na periferia paulistana e teve de começar a trabalhar aos 11 anos, mas nunca largou os estudos. “Foi com esse foco que obtive os meus diplomas, passei adiante o aprendizado para o meu filho e meus sobrinhos, e transformei minha família em uma geração. Se pude, todos podem”. Em seguida, rememorou atividades junto à esfera governamental e a realização de cursos em órgãos internacionais, atividades no geral ligadas a causas como a da violência contra a mulher, questões raciais e para a erradicação do tráfico de pessoas.

Nesse cenário, a candidata quer trabalhar em prol da realização do cumprimento efetivo de leis, como o Estatuto da Igualdade Racial (Lei 12.288/2010), e impulsionar o funcionamento das Delegações de Defesa da Mulher. “As delegacias só funcionam em horário comercial”, critica. Em meio às sugestões, destacou a necessidade de fortalecer o empreendedorismo no país. “Sobretudo o realizado por mulheres negras, que são a maior parte das vítimas de violência”. 

Compuseram a mesa: Adriana Zorub, presidente da Comissão dos Direitos dos Advogados Idosos; Alcenilda Alves Pessoa, representante do Grupo Advogadas Guerreiras; Luciano Caparroz Pereira dos Santos, presidente da Comissão Contra o Caixa Dois nas Eleições; os conselheiros Secionais Rosa Ramos e Edivaldo Mendes da Silva; e Vagner Lobo, vice-presidente da Subseção da OAB de Santa Isabel. 

Cidadania e Advocacia
No encerramento de todas as apresentações dos candidatos ao Senado, Marcos da Costa tem enfatizado o histórico papel da Ordem dos Advogados do Brasil em defesa da cidadania e da advocacia. Destaca que o evento promovido pela OAB SP busca valorizar o voto consciente nas próximas eleições e contribuir para a maior exposição dos pleiteantes ao Legislativo, já que diante de votação também para pleito majoritário, como é o caso, a mídia tende a dar maior espaço e visibilidade aos concorrentes para os cargos do Executivo. 

Aos que compareceram à entidade para falar de suas plataformas políticas, o dirigente da advocacia paulista pediu apoio para a implementação de propostas voltadas à defesa da advocacia, mas que têm relação direta com a defesa da cidadania. Listou entre os pontos relevantes a presença obrigatória da advocacia em audiências de conciliação e mediação e a manutenção do Exame de Ordem, com o maior controle na abertura de cursos de Direito sem a devida qualidade.

A íntegra das apresentações dos 18 pretendentes que participaram do evento #oabspnaseleições está disponível nas plataformas de Comunicação da entidade em dois links, uma para o dia 10/9 https://www.youtube.com/watch?v=TMfjEOhl_ek e outro para o dia 11/09 https://www.youtube.com/watch?v=_8bgFYBqEVs