Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Ausência do Estado e urgência da situação carcerária deram tom ao ato sobre 25 anos do Massacre do Carandiru

Notícias

Ausência do Estado e urgência da situação carcerária deram tom ao ato sobre 25 anos do Massacre do Carandiru

A partir da esquerda: Davi Eduardo Depiné Filho, Defensor Público-Geral; Anna Carla Agazzi, conselheira da OAB SP; Antonio Carlos Malheiros, desembargador; João Benedito de Azevedo Marques, procurador aposentado; Marcelo Lavenere Machado, membro honorário vitalício do conselho federal da OAB; Marcos da Costa, presidente da OAB SP; João Roberto Egydio de Piza Fontes, membro honorário vitalício da OAB SP; Luiza Erundina, deputada federal; Felipe Locke Cavalcanti, procurador de justiça e Flavio Flores da Cunha Bierrenbach, ministro do superior tribunal militar; no Ato - 25 anos do Massacre do Carandiru sem Justiça
Ausência do Estado e urgência da situação carcerária deram tom ao ato sobre 25 anos do Massacre do Carandiru
Imagem no tamanho completo: 88 KB | Visualizar imagemVisão Baixar imagemDownload