MENSAGEM DO DIA DAS MÃES

Neste Dia das Mães quero homenagear todas as mães, em especial as advogadas que conciliam a profissão da advocacia com a  maternidade. É uma equação difícil de resolver porque os prazos processuais não esperam, nem as cansativas vistas em autos nos cartórios, nem as pesquisas de jurisprudência para instruir os processos, nem as audiências, nem a solução que o cliente tanto almeja.<br /><br />Em meio à rotina profissional, a mulher advogada tem de encontrar tempo para se dedicar à educação, saúde, alimentação e lazer dos filhos e da família. A esta mulher, que empreende uma dupla jornada de trabalho, com  sacrifícios  e competência, dedico esta mensagem de respeito e carinho, a ressaltar  seu empenho,  nem sempre  reconhecido, mas fundamental na construção de nossa sociedade. <br /><br />Atualmente, as mulheres já constituem mais de 50%dos inscritos na OAB SP, uma tendência que vai se repetindo nos demais Estados brasileiros. No entanto, estas conquistas trabalhistas femininas são recentes, uma vez que somente no final do século XIX a mulher passou a ter uma profissão para ser exercida fora de casa - de professora. A expansão do trabalho feminino vem garantindo à mulher maior independência, escolaridade e qualidade de vida, além  de mudanças nas relações familiares, que caminham para uma divisão de afazeres mais igualitária.<br /><br />Partilho da definição que o poeta Carlos Drummond de Andrade fez das mães, ao classificá-la como ser eterno, pela importância que elas têm em nossas vidas, sem nunca se desvanecer: “Mãe não tem limite, é tempo sem hora, /luz que não se apaga quando sopra o vento/ e chuva desaba, veludo escondido /na pele enrugada, água pura, ar puro, puro pensamento/Morrer acontece com o que é breve e passa sem deixar vestígio/ Mãe, na sua graça, é eternidade”.<br /><br />Luiz Flávio Borges D´Urso<br /><br />Presidente da OAB SP<br />