Lei qualifica feminicídio como crime hediondo

A vice-presidente e também conselheira da OAB SP, Ivette Senise Ferreira, explica legislação que torna hediondo o homicídio de mulheres por razão de gênero no Brasil