Conselho Secional aprova regimento interno da Escola de Liderança e Cidadania da OAB SP

Tweet


22/02/2017

Conselho Secional aprova regimento interno da Escola de Liderança e Cidadania da OAB SP
Márcio Cammarosano, conselheiro Secional e relator do regimento interno

Durante a manhã desta segunda-feira (20/02), o Conselho Secional aprovou, por unanimidade, a proposta de regimento interno da Escola de Liderança e Cidadania (ELC) da OAB SP. A instituição de ensino foi criada em julho do ano passado e tem por objetivo contribuir com a formação de lideranças para servir a sociedade, no desenvolvimento de políticas públicas. Na avaliação do presidente da Secional, Marcos da Costa, a crise brasileira evidencia a falta de perfis verdadeiramente preparados e com interesse para trabalhar pelo desenvolvimento do país. “Política não é o que se vê hoje no Brasil”, diz o dirigente. O artigo 2º do regimento aprovado elenca os objetivos da escola: capacitar líderes comprometidos com os direitos humanos e interessados em potencializar suas qualidades, sob inspiração dos valores democráticos republicanos; capacitar advogados em técnicas de liderança e áreas afins; difundir o conhecimento das técnicas de liderança nos mais variados setores; além de fomentar o debate acerca das funções e responsabilidades dos profissionais da área jurídica, notadamente dos advogados, como instrumento para a otimização do desenvolvimento social e a realização da Justiça.

De acordo com o conselheiro Secional Márcio Cammarosano, relator do regimento interno, os próximos passos serão a indicação da diretoria executiva e do conselho eminente. A diretoria da ELC, órgão encarregado de executar as atividades da instituição, será nomeada em breve pelo presidente da Secional, Marcos da Costa. Ficou estabelecido que o mandato será coincidente com o do presidente do Conselho Secional da Ordem. O dirigente também indicará os nomes do conselho eminente – órgão consultivo da diretoria executiva –, neste caso, segundo o regimento interno, posteriormente submetidos à aprovação do Conselho Secional. Além do desenho de estrutura organizacional, o regimento também dispõe a respeito de uma biblioteca, um arquivo, coordenadorias pedagógica, de comunicação e de eventos, além de um Centro de Altos Estudos. Quando nomeado, o corpo de dirigentes vai apreciar os detalhes operacionais, caso da definição da grade curricular, por exemplo.