Nota de falecimento - jornalista Audálio Dantas

Tweet


30/05/2018

A Seção São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil lamenta a morte do jornalista Audálio Dantas, nesta quarta-feira (30/5). O velório será realizado nessa quinta-feira (31/05), das 12h às 20h, no Espaço Vladimir Herzog do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo, situado na Rua Rego Freitas, 530 - sobreloja. O maestro Martinho Lutero junto com o Coro Luther King apresentará um concerto de despedida às 19:30. Em seguida o corpo seguirá para o crematório da Vila Alpina, onde ocorrerá a cerimônia de despedida às 11h de sexta-feira, 01/06.

Audálio foi presidente do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo nos anos 1970. Ele foi um dos primeiros a denunciar que o jornalista Vladimir Herzog morreu no DOI-Codi (1975) em decorrência de tortura e não havia cometido suicídio, como afirmava o governo militar. Eleito deputado federal em 1978, se engajou na luta pela anistia dos crimes políticos dos opositores ao regime.

A carreira profissional somou passagem pela Folha da Manhã, que depois se transformou na Folha de S.Paulo. Ele publicou diversos livros, o mais conhecido deles é Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada (1960).