E - 1.324


CONSULTA EM TESE DE QUESTÃO ALHEIA A MATÉRIA ÉTICA FORMULADA POR TERCEIRA PESSOA QUE NÃO O PRÓPRIO INTERESSADO. NÃO CONHECIMENTO PELO JUÍZO DE ADMISSIBILIDADE.
As questões formuladas a este Tribunal de Ética deve ser formulados pelo próprio advogado interessado em sua própria conduta ética, não sendo recebida as que forem elaboradas por terceiros, alheios ao interesse do aconselhamento ético pretendido e, ainda, sempre em caso concreto e não simplesmente consulta em tese (Resolução 02/91).
Proc. E - 1.324 - Rel. Dr. PAULO AFONSO LUCAS - Presidente Dr. ROBISON BARONI.