E - 1.506


CONDUTA DE TERCEIRO INOMINADO.

Refoge à competência da Seção Deontológica a consulta sobre conduta de terceiro que sequer foi mencionado nominalmente e o fato apenas alegado.
Proc. E - 1.506 - V.U. em 20/03/97 - Dr. GERALDO JOSÉ GUIMARÃES DA SILVA - Presidente Dr. ROBISON BARONI.


PARECER - 1. Ainda que Advogado o Consulente, refoge à competência da Seção Deontológica, a consulta sobre conduta de terceiro em relação a fato já consumado.

2. De qualquer forma, resta clara a insatisfação do Consulente em face da atuação do Advogado, atacando tão somente no interesse do cliente e não próprio, fato esse já consumado, apesar de não ter sido provado.

3. A este Tribunal não compete analisar a consciência profissional de um terceiro, que nem sequer foi mencionado nominalmente.

4. Sugerimos, pois, o seu arquivamento e pelo seu não conhecimento, sob a EMENTA.