Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ordem dos Advogados do Brasil - Seção de São Paulo
Seções
Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Comissões Defesa de Direitos junto ao Ipesp Notícias Nota - Advogados não localizados pela Secretaria da Fazenda e Planejamento

DEFESA DE DIREITOS JUNTO AO IPESP

Nota - Advogados não localizados pela Secretaria da Fazenda e Planejamento

Clique para compartilhar

Prezado(a) colega,

 

A Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, ainda não localizou dezenas de aposentados da carteira do IPESP.

 

O recadastramento é fundamental para a manutenção dos benefícios.

A partir de 2020, o recadastramento dos beneficiários das Carteiras dos Advogados e Serventias deixa de ser realizado por meio do Banco do Brasil.


O recadastramento será efetuado em formulário próprio, que será enviado aos beneficiários, no mês anterior ao aniversário.


O referido formulário deverá ser preenchido e reconhecido firma em cartório, por autenticidade, e devolvido ao Departamento de Despesa de Pessoal do Estado, juntando os seguintes documentos:


- Cópia do Comprovante atual de residência (conta de luz, água, telefone, etc);
- Cópia do documento de identidade (RG) e Cadastro de Pessoa Física (CPF);
- Cópia da certidão de nascimento ou casamento para os que recebem benefício de pensão  emitida com no máximo 60 (sessenta) dias da data do recadastramento.


Atenção: mantenha seu endereço atualizado para recebimento de correspondência e/ou formulário do recadastramento.



IMPLICAÇÕES:

Beneficiários da Carteira dos Advogados:


O não recadastramento implicará na suspensão dos pagamentos dos proventos e dos valores das pensões no mês subsequente ao mês do aniversário;
Os pagamentos somente serão restabelecidos, quando da regularização do recadastramento, nos termos das regras estabelecidas na Resolução SFP 93, de 29-10-2019.

Beneficiários da Carteira das serventias:

 

Os aposentados e pensionistas da Carteira das Serventias Notariais que não tenham efetuado o recadastramento em até 6 (seis) meses após o mês de seu aniversário terão o benefício cessado, nos termos do disposto no parágrafo único do artigo 14, da Lei 14.016, de 12-04-2010. O benefício será retomado a partir regularização do recadastramento, retroagindo o pagamento ao dia do protocolo do recadastramento.

Ações do documento