Ordem instaura Representação Disciplinar para averiguar caso da advogada do motoboy


13/08/1998

Ordem instaura Representação Disciplinar para averiguar caso da advogada do motoboy

A OAB-SP instaurou no último dia 11 de agosto, representação disciplinar para apurar se as denúncias de quebra de sigilo profissional por parte da advogada Maria Elisa Munhol, defensora do motoboy Francisco de Assis Pereira, são procedentes. Segundo noticiado pela imprensa, a Secretaria de Segurança Pública teria informado que, na quarta-feira (5), Pereira fez confissão informal à profissional e sua equipe. Em seguida, durante o primeiro interrogatório oficial, ocorrido no mesmo dia, sustentou ser inocente. O motoboy só admitiu oficialmente a culpa pelos assassinatos e violações de dez mulheres, ocorridos no Parque do Estado, após matéria publicada pela revista Veja no sábado, na qual admitiu ser o culpado.
Por esse motivo, Maria Elisa Munhol procurou a Ordem espontaneamente na tarde de terça-feira, sendo recebida pelo presidente Rubens Approbato Machado. "Ela se apresentou para dar justificativas. Disse que em nenhum momento quebrou o sigilo profissional e que não sabe como a revista obteve a gravação", afirmou Approbato. Com a instauração da representação disciplinar, a advogada deverá apresentar sua defesa por escrito à Seccional paulista da Ordem até o próximo dia 27.
Para o presidente Rubens Approbato, qualquer advogado sério que tenha o nome colocado em xeque enfrenta uma barreira moral muito grande. "Caso Maria Elisa Munhol tenha cometido ato reprovável, será punida, pois terá rompido a ética, o elo de solidariedade que une os advogados. Mas o contrário também se





dará da mesma forma: se inocentada, a profissional será defendida pela Ordem em todas as suas prerrogativas", ressaltou.
O Tribunal de Ética e Disciplina da OAB-SP também investiga a ação dos profissionais que se apresentaram para defender o motoboy, a fim de verificar se ocorreram deslizes para captação do cliente, já que se trata de um caso de grande repercussão.