Comissão do Meio Ambiente discute enchentes


08/04/1999

Fórum de debates discute soluções para o problema das enchentes
Na tentativa de discutir e apresentar soluções para o problema das enchentes, um dos que mais afligem os habitantes de São Paulo, a Comissão do Meio Ambiente da OAB SP realizou entre os dias 22 e 23 de março nova sessão do Fórum Permanente de Debates sobre Enchentes.

Multidisciplinar, o evento contou com a participação de Aurélio Nomura e Ana Martins, respectivamente, presidente e membro da Comissão de Política Urbana da Câmara Municipal de São Paulo; Ricardo Lange, assessor técnico do departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), o arquiteto urbanista Guilherme Henrique de Paula e Silva e o presidente da Comissão do Meio Ambiente da Ordem, Márcio Cammarosano, entre outros.

As exposições apontaram soluções técnicas como aprofundamento de calha, construções de piscinões e alargamento de vias foram citadas ao lado de outras mais conhecidas, embora não menos importantes, como prevenção por meio de campanhas educativas e de conscientização. A atuação do Poder Público recebeu críticas severas, entre as quais a existência de obras inacabadas, bueiros entupidos, urbanização de áreas irregulares e ausência de um plano diretor para o Município, que deixam claro a omissão da Prefeitura na área de planejamento.

Durante o debate, os expositores também cobraram mais participação popular no combate ao problema. “A preocupação da Ordem é estimular o debate de forma ampla, democrática. Nossa responsabilidade nesse caso não é aplicar a lei, mas chamar a atenção da sociedade e da imprensa. Dessa forma poderemos pressionar com mais ênfase os poderes competentes a cumprir seu papel”, afirmou Cammarosano.