Comissão de Informática discute Bug do Milênio


10/06/1999

Comissão de Informática discute Bug do Milênio
O dead line do bug do milênio se aproxima, tanto que uma empresa terá, em média, seis meses para anular os efeitos desta “falha” de programação. Para discutir a questão, a OAB SP está promovendo o II Seminário sobre o “O Bug do Ano 2.000”, no próximo dia 16 de junho, no qual reunirá os principais interlocutores oficiais sobre o assunto: Cláudia Costin, secretária do Estado da Administração e Patrimônio; o deputado Luiz Piauhylino, presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia , Comunicação e Informática da Câmara Federal e o secretário executivo do Programa Ano 2.000 do governo do Estado de São Paulo, Jorge Luiz de Castro.

Os setores dos fornecedores e consumidores da “solução para o Y2K “ também estarão representados por Carlos Sacco, presidente da ABES (Associação Brasileira de Empresas de Software), Wilson Antonio Salmeron Gutierrez, superintendente da Febraban, Cassio Vechiatti, diretor do Departamento de Tecnologia da Fiesp, Marco Antonio Zanelatto, promotor de Justiça do Consumidor em São Paulo e Arystóbulo de Oliveira Freitas, membro da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB SP. Os aspectos jurídicos serão analisados pelo advogado e professor de Direito Marco Aurélio Greco.O evento é coordenado por Marcos da Costa, presidente da Comissão Especial de Informática Jurídica da OAB SP e acontece na sede da Ordem, Praça da Sé, 385, às 17 horas.

Maiores informações e inscrições pelo telefone 239-5122, ramais 247, 259 e 268.