Zona Sul: Paradigma de Violência?


06/08/1999

Subcomissão de Segurança Pública discute violência na Zona Sul
“Zona Sul de São Paulo, Paradigma da Violência” é o tema do debate que a OAB SP, através da Subcomissão de Segurança Pública da Comissão de Direitos Humanos, promove no dia 11 de agosto, em sua sede, às 18h30.

Só na Península Cocaia residem mais de 50 mil pessoas. Desemprego, falta de lazer, escolas em número insuficiente, ausência de perspectivas futuras e presença forte do tráfico são alguns dos problemas que ajudam a fomentar a violência na região Sul de São Paulo, onde, no dia 12 de junho, no JD Varginha, aconteceu a maior chacina do ano da Grande São Paulo, com sete pessoas executadas. Nos primeiros quadros dias de julho, foram registrados em Americanópolis, JD Mirim, Campo Grande, Interlagos, Cidade Dutra, Grajaú, JD Varginha e Parelheiros:14 homicídios dolosos, 60 furtos, 130 roubos e 123 furtos e roubos de veículos.

Participam do debate o presidente da OAB SP, Rubens Approbato Machado; o vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos, Iberê Bandeira de Mello; o presidente do Instituto de Pesquisa de Segurança Pública, Carlos Alberto de Camargo; o promotor de Justiça Carlos Cardoso de Oliveira Jr.;o secretário Estadual da Saúde, José da Silva Guedes; o delegado titular de Santo Amaro, Domingos Paulo Neto; o coronel da PM , Roberto Vieira Tosta e a delegada da 5. Regional da Secretaria Municipal de Educação, Maria das Graças S. Pellerin.

Mais informações na Assessoria de Imprensa da OAB-SP, pelos telefones 3105-0465 e 239-5122, ramal 224.