OAB SP debate a FEBEM


24/11/1999

OAB SP debate a FEBEM

Falida, inoperante, má administrada. Estes são alguns dos adjetivos pelos quais os diversos setores da sociedade se referem à Fundação do Bem Estar do Menor, principalmente após as últimas rebeliões ocorridas nas unidades Tatuapé e Imigrantes, que resultaram em mortes e fuga em massa de adolescentes infratores. Os problemas e falhas da FEBEM, além da função social da entidade e a situação do menor infrator serão discutidos durante o “III Debate sobre a FEBEM”, que a OAB SP realiza no próximo dia 9 de dezembro, às 19h00, no Salão Nobre da entidade (Praça da Sé, 385, 1º andar).

Participam como expositores o Padre Júlio Lancelotti, presidente do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente; Alcione Borner Campos, ouvidora da FEBEM; Ebeneser Salgado Soares, promotor público da Vara Especial; e Mônica Ribeiro de Souza Taukosti, juíza diretora do Departamento de Execuções da Infância e da Juventude. Coordenado por Lia Junqueira, do Centro de Referência da Criança e do adolescente (CERCA), o evento é gratuito.

Informações pelo telefone 239-5122, ramais 259, 268 e 247. Inscrições na Praça da Sé, 385, térreo.