Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP visita detentos de Iaras


11/01/2001

Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP visita detentos de Iaras

As Comissões de Direitos Humanos da OAB-SP, Sindicato dos Advogados e Assembléia Legislativa visitaram no dia 10 de janeiro, no Centro de Atendimento Médico da Penitenciária do Estado, os presos transferidos da Penitenciária de Iara. Os detentos tentaram a fuga do presídio, entre os dias 30 e 31 de dezembro, através de um túnel e foram descobertos.
<br><br>
"Segundo os presos, a Tropa de Choque da PM fez, tão somente, a revista nas celas. As agressões aos presos, com canos de ferro, foram lideradas pelo diretor geral, Florisval Alves da Silva; o diretor penal Walter Pereira e pelo chefe de disciplina Benedito Alberto Rino", diz o advogado Sérgio Augusto Pinto Oliveira, da OAB-SP.
<br><br>
De acordo com o representante da Ordem, as irregularidades registradas por parte da direção do presídio foram: não abertura de inquérito para apurar a tortura,a não realização de exame de corpo de delito e demora no atendimento médico aos presos. "Diante desses fatos, a OAB-SP, Assembléia Legislativa e Sindicato vão encaminhar ofício ao governador Mário Covas, pedindo o afastamento dos diretores e funcionários envolvidos no caso de tortura", diz João José Sady, coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP.
<br><br>
Mais informações na Assessoria de Imprensa da OAB-SP, pelos telefones 3105-0465 e 3107-6504.