Dallari defenderá mais justiça social em Encontro Estadual de Direitos Humanos


20/06/2001

Dallari defenderá mais justiça social em Encontro Estadual de Direitos Humanos

A OAB-SP promove, de 28 a 30 de junho, "Encontro Estadual de Direitos Humanos", no Salão Nobre da Faculdade de Direito da USP (Largo São Francisco)."É a primeira vez que um evento estadual discute o tema com amplitude ", afirma o coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP, João José Sady.
Segundo o jurista Dalmo de Abreu Dallari, um dos palestrantes do evento, os Direitos Humanos ainda não foram efetivados mundialmente. “Até agora foram feitas muitas discussões, mas grande parte ainda continua no papel”, afirma. Para ele, o Brasil precisa estabelecer uma política social. "O governo enfatiza a política econômica e isso é muito prejudicial aos Direitos Humanos. O presidente Fernando Henrique Cardoso sempre diz que precisa honrar as dívidas, a primeira preocupação dele são os banqueiros e nunca o desemprego e a melhoria em escolas públicas”, diz Dallari.

Para Flávia Piovesan, procuradora e integrante da Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP, é preciso assegurar os direitos econômicos, sociais e culturais para a plena efetivação da cidadania. " Tivemos um grande avanço com a democratização política mais ainda enfrentamos problemas de exclusão social, pobreza e miséria", diz. Participam como palestrantes, Além de Dallari e Piovezan, grandes nomes do meio jurídico e de entidades voltadas à defesa dos Direitos Humanos, como os presidentes da Seccional Paulista e Conselho Federal, Carlos Miguel Aidar e Rubens Approbato Machado; o advogado criminalista e conselheiro federal da Ordem, Antonio Cláudio Mariz de Oliveira, Renato Simões, deputado estadual e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa de São Paulo; Ítalo Cardoso, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de São Paulo; Luiz Eduardo Greenhalgh, deputado federal e membro da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados; Dirceu Aguiar Dias Cintra Júnior, juiz do 2º Tribunal da Alçada Civil; Pe. Júlio Lancelotti, coordenador do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente Pe. Ezequiel Ramin; Roberto Podval, presidente do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais; Mário de Magalhães Papaterra Limongi, secretário adjunto da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e João José Sady, coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP.

Informações e inscrições pelo telefone: (11) 3116-1074, pelo e-mail: direitoshumanos@oabsp.org.br, ou na rua Senador Feijó, 143 – 4º andar – Centro. Ao final serão conferidos certificados aos participantes que completarem carga horária de 15 horas.

Informações para a Imprensa pelos telefones: (11) 3105-0465 ou 239-5122, ramal 224.