Inaugurado retrato de Approbato na Galeria de Presidentes da OAB-SP


13/08/2001

Inaugurado retrato de Approbato na Galeria de Presidentes da OAB-SP

Rubens Approbato Machado é o 17 presidente da OAB-SP a integrar a Galeria dos Presidentes da instituição. Seu quadro foi inaugurado, hoje, com a solenidade de descerramento de sua fotografia. Na abertura, o presidente da OAB-SP, Carlos Miguel Aidar, afirmou que se cumpria um ritual da “mais justa e merecida homenagem, uma vez que a gestão de Approbato foi um ato divisor na Seccional Paulista”.

Na seqüência, falou o presidente da Associação dos Advogados de São Paulo, Mario de Barros Duarte Garcia, que apontou estar revestido de simbolismo o ato de descerramento do retrato de Approbato. “Cada presidente da Ordem contribui para a grandeza da Advocacia, mas Rubens Approbato Malchado passou pela OAB-SP e fez história”, disse. O presidente do Instituto dos Advogados de São Paulo, Nelson Kojranski ponderou, por sua vez, que a integração da foto de Approbato na galeria da OAB-SP serve como exemplo a ser seguido pelos advogados, por sua probidade, capacidade e voluntariedade. “Devemos espelhar em seu exemplo”, disse.

O ex-presidente e conselheiro nato da OAB-SP, Raimundo Paschoal Barbosa, garantiu estar muito à vontade para homenagear Approbato, porque atuou na oposição nas últimas eleições. O ex-presidente do Conselho Federal, Reginaldo Oscar de Castro, garantiu que a inauguração do retrato é uma homenagem, um ato de perenização da presença de um presidente dentro da instituição. Castro lembrou, ainda que, não fez um simples convite a Approbato para sucedê-lo, mas convocou-o para uma missão. “Aceito com sacrifício e não para satisfazer a vaidade pessoal”, afirmou. Castro pediu aos advogados de São Paulo amplo apoio a Approbato, neste momento delicado. “ A Advocacia tem de lutar pela corporação, mas não pode se afastar dos grandes problemas brasileiros. Caso contrário, a Advocacia tende a se fragilizar também”, concluiu.

O retrato de Approbato foi descerrado pelas conselheiras Márcia Regina Machado Melaré, filha do homenageado, e Ada Pellegrini Grinover. Encerrando a solenidade, Approbato lembrou sua trajetória no mundo jurídico, que começou dentro de um Cartório. Recebeu sua carteira de Advogado na gestão de Noé Azevedo (1935/65) e veio de uma família sem nenhuma tradição na Advocacia e que, por isso mesmo, não deixava antever que chegaria à Galeria de presidentes da Ordem. “ A vida nos reserva missões. E não podemos passar sem dizermos a que viemos. Por isso, o advogado tem de ser partícipe. Precisa lutar contra o arbítrio, o autoritarismo e o mau governo”, finalizou.

Mais informações, na Assessoria de Imprensa da OAB-SP, pelos telefones 3105-