OAB-SP QUER SUSPENSÃO DE PRAZOS PROCESSUAIS


28/08/2001

OAB-SP QUER SUSPENSÃO DE PRAZOS PROCESSUAIS

Greve dos Servidores da Justiça

OAB-SP QUER SUSPENSÃO
DE PRAZOS PROCESSUAIS


Em decorrência da paralisação completa dos servidores da Justiça em muitas Comarcas do Estado, a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de São Paulo, está solicitando às autoridades judiciais que suspendam todos os prazos processuais, sem prejuízo da instalação de um Plantão Judiciário, a fim de que sejam atendidos, nesse período, somente os casos urgentes.

De acordo com o presidente da OAB-SP, Carlos Miguel Aidar, o impasse criado em torno das reivindicações dos servidores da Justiça e as limitações orçamentárias do Tribunal de Justiça vem prejudicando a atividade profissional do Advogado e, em consequência, a prestação jurisdicional que diz respeito a todos os cidadãos.

Aidar afirma que a Ordem dos Advogados do Brasil, vem acompanhando com preocupação a paralisação dos serventuários da Justiça em todo o Estado. Para ele, as reivindicações são justas e pertinentes, especialmente porque não se limitam ao reajuste salarial. “Deixa implícita, também, uma preocupação com a estrutura do Poder Judiciário como um todo, que se encontra, de um lado, abarrotado pelo número de ações em andamento e, de outro, carente em sua estrutura administrativa”, diz. Segundo presidente da OAB-SP, o enfraquecimento do Judiciário se deve às restrições orçamentárias impostas, principalmente, pelo Executivo.

Mais informações, na Assesoria de Imprensa da OAB-SP, pelos telefones 3105-0465 ou 239-5122, ramal 224.