Direitos Humanos quer apurar agressão a advogado


01/11/2001

Comissão quer apurar agressão a Advogado

A Comissão de Direito Humanos da OAB-SP oficiou ao secretário de Segurança Pública, Marco Vinício Petrelluzzi, ao Ouvidor da Polícia Militar, Ferminio Fecchio Filho, e ao Comandante da PM, Rui Cesar Melo, sobre os excesso da ação policial ocorrida durante manifestação de bancários em campanha salarial, no último dia 26 de outubro, na Praça do Patriarca, centro da Cidade.
Naquela ocasião, o advogado Fernando Rodrigues da Silva e vários manifestantes foram feridos no conflito pela Polícia Militar. “Ainda que se possa imaginar que tenha sido necessário usar a força para reprimir excessos, não podemos conceber o emprego de violência numa escala que tenha levado o advogado a ser encaminhado ao hospital para atendimento”, diz João José Sady, presidente da Comissão de Direitos Humanos.
Durante o conflito, o advogado Fernando Rodrigues da Silva, no exercício profissional, tentou evitar o uso da força contra os manifestantes pelo diálogo com os agentes policiais, sendo duramente agredido. A OAB-SP quer que as autoridades apurem, com rigor, os fatos ocorridos e puna os responsáveis.

Mais informações na Assessoria de Imprensa da OAB-SP, pelos telefones 3105-0465 e 3241-5122, ramal 224.