Ensino obrigatório da Cultura Afro


10/04/2003

Ensino obrigatório da Cultura Afro

A implementação da Lei 10.639/03, que torna obrigatório o ensino da história da África e da cultura afro-brasileira nas escolas, é o tema de uma palestra que acontece no dia 30 de abril (quarta-feira), às 18h30, no Salão Nobre da OAB-SP (Praça da Sé, 385 - 1º andar). Promovida pela Comissão do Negro e de Assuntos Antidiscriminatórios da Ordem, o evento reunirá os maiores especialistas da área.


A palestra terá como expositores Gevanilda Santos, mestre em sociologia, professora da FAAP e coordenadora da Soweto - Organização Negra, Marilândia Frazão, psicopedagoga da Secretaria da Educação da cidade de São Paulo e da Coordenação Estadual do Caed, e Laércio Cornélio da Rocha, coordenador pedagógico da Rede Municipal de Ensino e Membro do Núcleo Anti-racismo do Sindicato dos Profissionais do Ensino Municipal.


O evento tem como coordenadora a presidente da Comissão do Negro e de Assuntos Antidiscriminatórioas da OAB-SP (Conad), Maria da Penha Santos Lopes Guimarães, e conta com a participação da subcomissão de Legislação e Implementação, sob coordenação de Lino Pinheiro da Silva. Os participantes receberão certificados e o número de vagas é limitado. Os interessados poderão se inscrever e conseguir mais informações sobre a palestra na rua Senador Feijó, 143 - 4º andar, através dos telefones 3116-1098/1074, ou ainda pelos e-mails kcorrea@oabsp.org.br e conad@oabsp.org.br.


Informações para a imprensa pelos telefones 3291-8175/82.