D´URSO CONSIDERA UMA EXECUÇÃO ASSASSINATO DE ADVOGADO EM SANTO ANDRÉ


16/07/2004

D´URSO CONSIDERA EXECUÇÃO ASSASSINATO DE ADVOGADO

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, considerou “nitidamente uma execução” o assassinato do advogado criminalista Cláudio Delmolin de Oliveira, de 37 anos, hoje (16/7), na cidade de Santo André. Ele foi assassinado dentro do escritório por um casal desconhecido , que desferiu dois tiros em sua cabeça. Oliveira era sócio do advogado Ivan Rosa Ruiz, também assassinado na mesma cidade, no último dia 25 de junho.

O presidente D´Urso entrou em contato com o secretário estadual de Segurança Pública, Saulo de Castro Abreu Filho, para cobrar providências urgentes na solução do assassinato. “ Estamos exigindo uma investigação aprofundada e exemplar do caso, porque, sem dúvida, trata-se de mais um crime ligado ao exercício profissional”, afirmou D´Urso.

“ A classe repudia mais este assassinato, que constitui o sétimo deste ano, e considera inadmissível que este quadro perdure. A Advocacia não se sente intimidada com a violência de que é alvo e vai unir-se ainda mais na defesa de seus membros, que exercem função pública, reconhecida constitucionalmente”, advertiu D´Urso. O presidente da Seccional está articulando com a Subsecção de Santo André um ato público de repúdio à violência.

Mais informações, na Assessoria de Imprensa da OAB SP, pelos 3291-8175/82.