OAB SP LAMENTA CONTINUIDADE DA GREVE


28/07/2004

OAB SP LAMENTA CONTINUIDADE DA GREVE

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, criticou a decisão dos servidores da Justiça Estadual, em manter a greve por tempo indeterminado, conforme assembléia estadual realizada hoje (28/7), que reuniu cerca de 4 mil funcionários do Judiciário, vindos de todas as regiões do Estado de São Paulo. “ Amanhã estaremos completando um mês de greve, com efeitos danosos para a Advocacia e a sociedade. A paralisação atual já nos deixa uma previsão de atraso na pauta de um ano em todas as comarcas do Estado”, afirma D´Urso. A OAB SP considera justo o pleito de reajuste salarial dos servidores que, na assembléia alegaram que o Tribunal de Justiça gasta com salários 5,01%, podendo chegar a 6%, sem ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Os servidores voltam a se reunir em assembléia estadual somente no dia 11 de agosto, Dia do Advogado, às 14 horas, em frente ao Fórum João Mendes, na Capital. Depois da assembléia, os grevistas seguiram em passeata até o Gabinete Unificado dos Desembargadores do Tribunal de Justiça, na Avenida Paulista. Segundo o comando de greve, num universo de 43 mil servidores, 85% estão parados.