OAB SP DEFINE ESTRUTURA DE COMISSÃO QUE VAI ACOMPANHAR INQUÉRITO DE ADVOGADOS ASSASSINADOS


05/11/2004

OAB SP DEFINE ESTRUTURA DE COMISSÃO QUE VAI ACOMPANHAR INQUÉRITO DE ADVOGADOS ASSASSINADOS

A OAB SP promove nesta segunda-feira (8/11), às 15h30, em sua sede (Praça da Sé, 385) uma entrevista coletiva com o presidente da Ordem, Luiz Flávio Borges D´Urso, e com o presidente da Comissão Especial para Acompanhamento de Inquéritos dos Advogados Vítimas de Homícidio, Eduardo César Leite, para expor toda estrutura montada para essa nova comissão, que contará com disque-denúncia e grupo interdisciplinar de inteligência estratégica, além de especialistas forenses.

“ É inadmissível que tenhamos uma estatística tão alta de assassinatos de advogados em 2004, fazendo vítimas tão jovens, em início de carreira, como é o caso de Cézar Augusto Galvão, de 24 anos, o último advogado assassinado em Osasco. Já estamos no final do ano e temos apenas um dos casos esclarecido, da advogada Maria Luiz Machado”, afirma D´Urso. “ A Comissão pretende analisar a fundo os pontos em comum dos assasssinatos e se estão relacionados com o exercício profissional”, completa Leite.

Neste ano, foram assassinados oito advogados: Cézar Augusto Galvão, em agosto, na cidade de Osasco; Claudio Delmolin Oliveira,em julho, na cidade de Santo André, e seu sócio Ivan Rosa Ruiz, no mês de junho, na mesma cidade; Dorgival Rodrigues dos Santos, em Paulínia, também no mês de junho; Walter de Carvalho, em Santos; Silvana Barbosa de Carvalho, em São Paulo, no mês de maio; Maria Luiza Machado, em fevereiro, em Cotia; e José Henrique de Lima, em Ferraz de Vasconcelos, em janeiro.

Mais informações, na Assessoria de Imprensa da OAB SP, pelos telefones 3291-8175/82.