COMISSÃO CRITICA EPISÓDIO RACISTA NA INTERNET


19/01/2005

COMISSÃO CRITICA EPISÓDIO RACISTA NA INTERNET

O presidente da Comissão do Negro e Assuntos Antidiscriminatórios da OAB-SP – Marco Antonio Zito Alvarenga – repudia veementemente a mensagem de racismo detectada no site de relacionamento Orkut, promovendo o ódio racial e a violência contra membros das comunidades minoritárias, especialmente a negra. “ São pessoas que utilizam as facilidades da rede mundial de computadores para atacar de forma covarde cidadãos por conta de preconceito de raça, gênero ou crença. Essa atitude deve ser condenada por toda a sociedade e investigada pelas autoridades competentes”, diz Zito. Para a presidente em exercício da OAB SP, Márcia Regina Machado Melaré, “a intolerância racial precisa ser coibida em todas as instâncias, especialmente na Internet, onde os internautas convardemente se escondem atrás do anonimato”.

A OAB SP refere-se ao mais recente caso de racismo ocorrido nas páginas do Orkut, a mais evidente comunidade online do momento. O garoto C. B. A, de 13 anos, filho da enfermeira Maria Aparecida Batista e do autônomo Paulo Antônio Júnior, residente no bairro da Casa Verde, em São Paulo, teve sua foto veiculada na Internet ao lado de mensagens racistas e de incitação à violência gratuita contra os afrodescendentes. O adolescente era o alvo de uma comunidade chamada “anti-heróis”, já tirada do ar. O remetente usava o codinome de “Arthur White. “É um absurdo o uso da moderna tecnologia para disseminar mensagens tão preconceituosas e ofensivas”, diz.

A Comissão do Negro e de Assuntos Antidiscriminatórios se solidariza com a organização não-governamental ABC Sem Racismo, que entrou com representação junto à Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo solicitando que seja acionado o Gradi (Grupo de Repressão e Análise de Delitos de Intolerância) para a identificação do autor ou grupo e para exigir dos provedores maior fiscalização ao conteúdo veiculado na rede de computadores.

Mais informações na Assessoria de Imprensa da OAB-SP, tel. 3291-8179/8182.