DOBRA NÚMERO DE APROVADOS NO EXAME DE ORDEM


29/03/2005

DOBRA NÚMERO DE APROVADOS NO EXAME DE ORDEM

A OAB SP divulgou nesta terça-feira (29/3) o resultado final do Exame de Ordem nº 125, realizado nos dias 16 de janeiro (1ª fase) e 20 de fevereiro (2 ª fase). Do total de 27.724 de inscritos, 5.727 foram aprovados, correspondendo a um percentual de 20,65%, bem superior ao último Exame , que registrou apenas 8,57% de aprovados, o índice o mais baixo já registrado. O percentual de aprovados tende a aumentar com o acréscimo dos candidatos remanescentes que ainda prestarão a segunda fase do Exame 126, aprovados em segunda releitura do Exame 125, decorrente da anulação de duas questões .

Na avaliação do presidente a OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, o resultado retoma a margem histórica de aproveitamento nos Exame de Ordem, que se manteve entre 20% e 30% de aprovados. “ O resultado anterior foi atípico, sendo o pior na história do Exame de Ordem da Seccional Paulista. Logicamente, o percentual de 20,65% de aprovados está longe de ser o ideal - uma vez que a prova não é classificatória e todos poderiam ser aprovados – mas deixa implícita a necessidade de melhorar a qualidade do ensino jurídico que, na maioria das instituições não está conseguindo preparar adequadamente o bacharel para o Exame e para o exercício da advocacia”, avalia D´Urso.

O adiamento na divulgação do resultado do Exame deveu-se a problemas operacionais, uma vez que cada prova é corrigida por três diferentes examinadores e a média apurada por leitura ótica, sistema implantado nesta edição do Exame. Devido a incorreções no preenchimento desse campo foi necessário realizar uma conferência manual das mais de 10 mil provas, o que ultrapassou o prazo estimado para divulgação do resultado final.

O presidente da OAB SP critica o número excessivo de cursos de Direito, que totalizam cerca de 800 faculdades de Direito em funcionamento, sendo 200 no Estado de São Paulo. “ Temos constatado que o incremento do número da faculdades tem precarizado a qualidade de ensino jurídico no país e parte do baixo índice de aprovação no Exame de Ordem pode ser atribuído a este fator”, diz. Além da quantidade, D´Urso critica a distribuição dessas instituições . “ É inadequada e desproporcional, pois a maioria se concentra em poucos estados, como São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, onde há excesso de vagas; enquanto Estados do Norte e Nordeste têm carência.”, pondera.

As inscrições para o próximo Exame de Ordem acontecem de 1 a 8 de abril, na Capital e 27 cidades do Interior do Estado. O Exame é requisito obrigatório para exercer a profissão de advogado . Podem realizar a prova os estudantes de Direito que tenham concluído a graduação ou tenham domicílio no Estado de São Paulo. Todo candidato terá de comprovar haver concluído o Curso de Direito através de cópia autenticada do diploma de bacharel ou certidão de colação de grau, a ser entregue até 15 de abril. No ato da inscrição, será recolhida a taxa de R$ 130,00.