OAB SP LIDERA PESQUISA COMO ENTIDADE MAIS CONFIÁVEL


17/08/2005

OAB SP LIDERA PESQUISA COMO ENTIDADE MAIS CONFIÁVEL

A OAB SP é a entidade com maior autoridade moral para convocar uma manifestação ou passeata, segundo dados de pesquisa realizada pela Toledo & Associados, entre os dias 13 e 14 de agosto na capital paulista, para a Associação Comercial de São Paulo. A pesquisa buscou medir a percepção da população da cidade de São Paulo sobre a crise política, casos de corrupção e manifestações para exigir apuração dos fatos. “ Este resultado deixa claro que a população de São Paulo reconhece o histórico de lutas em defesa da democracia, da ética e a cidadania da Ordem dos Advogados do Brasil , creditando e confiando à nossa entidade o papel de porta-voz das demandas da sociedade”, diz o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso.

A pesquisa ouviu 500 residentes na Capital paulista, sendo que 67% deles acreditam que a Ordem tem mais prestígio e autoridade moral para convocar e liderar manifestações/passeadas. Na seqüência, estão: ABI (Associação Brasileira de Imprensa) com 64%, Força Sindical (59%) Fiesp ( 58%) ACSP( 53%) Igreja Católica ( 51%) e CUT ( 48%), Evangélicos (46%). A pesquisa também perguntou aos entrevistados se eles tomaram conhecimento dos fatos que envolvem as denúncias de corrupção e 95% disseram que sim, enquanto 83% afirmaram que existe corrupção no governo. Outros 59% acreditam que o presidente Lula sabia dos fatos que caracterizam corrupção e 35% crêem que o presidente está envolvido nos casos de corrupção.

OAB SP participa da Manifestação Pública contra a Corrupção, marcada para o dia 6 de setembro , em São Paulo, proposta pela Força Sindical, integrante do Movimento pela Legalidade, Contra o Arbítrio e a Corrupção, composto também por outras dezenas de entidades da sociedade civil, inclusive a Ordem. “ A Advocacia pretende tornar pública sua inquietação com a crise política atual, uma vez que o momento é extremamente grave e o Poder Público não está conseguindo prestar os esclarecimentos devidos à sociedade. É necessário ir à fundo nas investigações, de forma serena, mas incisiva”, ressalta o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso.

Mais informações na Assessoria de Imprensa da OAB SP, pelos telefones 3291-8182/78