AUMENTA PROCURA PELA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR


25/08/2005

AUMENTA PROCURA PELA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que em 2.020 o país terá 25 milhões de idosos, que representarão 11,4% da população projetada de 219 milhões. Em 2002, a população brasileira era de 170 milhões e os idosos, cerca de 14,5 milhões.

Se hoje a Previdência pública apresenta rombo, com o aumento da população com mais de 60 anos a tendência é a situação piorar. A saída, dizem os especialista, é a previdência complementar, que vem crescendo em número de adesões, já são 366 entidades de previdência fechada no pais, e 161 em São Paulo, atendendo 2,3 milhões de usuários. No Brasil são oferecidos dois tipos de planos: o aberto - administrados principalmente por instituições financeiras e sob a supervisão da Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão do Ministério da Fazenda; e os fechados, controlados pelo Ministério da Previdência Social por meio da Secretaria da Previdência Complementar.

Com o compromisso de buscar o bem-estar do advogado, missão determinada no Artigo 62 do Estatuto da Advocacia, a OAB SP e a Caasp criaram o OABPrev-SP, o plano de previdência complementar fechado dos advogados paulistas.A OAB SP e a Caasp já protocolaram o plano na Secretaria de Previdência Complementar, em Brasília, e esperam aprovação ainda neste mês para lançamento,provavelmente, em setembro.

“Estamos apenas esperando o credenciamento na Secretaria para iniciar a comercialização e, finalmente, atender a uma antiga reivindicação dos advogados paulistas. A OABPrev-SP irá beneficiar 250 mil profissionais no Estado”, afirmou o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso.