DEBATE SOBRE PRÁTICA DE REÚSO DE MATERIAIS MÉDICOS DESCARTÁVEIS


24/04/2006

DEBATE SOBRE PRÁTICA DO REUSO DE MATERIAIS MÉDICOS DESCARTÁVEIS

Debate sobre prática do reuso de materiais médicos descartáveis

Em uma parceria com a Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo (Fetsesp), a OAB-SP realiza, no próximo dia 27 de abril, às 14h30, na sede da entidade no centro de São Paulo (Praça da Sé, 385), o debate “Advertência à prática do reuso de produtos médico-hospitalares de uso único”. O evento antecipa as comemorações do Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho (28/4), data celebrada mundialmente pela OIT em memória das vítimas de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho.

A intenção do evento é levantar as questões jurídicas que envolvem esse processo, pontos conflitantes, deficiências da prática e os riscos a que estão expostos trabalhadores e a sociedade. A prática, recentemente regulamentada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), não traria segurança aos trabalhadores da saúde, que questionam as reais eficiências do reuso de produtos médicos de uso único.

Conforme o presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D’Urso, a sociedade precisa estar atenta e contribuir para cessar essa prática, fiscalizando e denunciando casos suspeitos. “Essa prática é difundida na rede pública precisa ser combatida. É inaceitável que, apesar de muitos materiais médico-hospitalares trazerem em sua embalagem mais de uma vez, colocando em risco os pacientes e os profissionais”, observa D’Urso.

Para o presidente da Fetsesp, Edison Laércio de Oliveira, o uso contínuo de materiais projetados para serem utilizados uma única vez apresenta um grande risco à sociedade e aos trabalhadores que manuseiam esses equipamentos, uma vez que se tornam focos de contaminação, pois é comum permanecerem vestígios de outros procedimentos e de um reprocessamento ineficiênte. Além disso, as peças ficam mais vulneráveis e suscetíveis às rupturas durantes as intervenções cirúrgicas.

A Fetsep recebe mensalmente, em média, 900 pedidos de orientação sobre o reuso, vindos dos 13 sindicatos associados.

As inscrições podem ser feitas pelo telefone (11) 4612-9448.